distração planejada

Entretenimento direcionado para preencher a mente

celiosg

Nada deu certo, me tornei escritor de histórias desconhecidas.

Grandes sequencias de Brian De Palma

Doze filmes,doze sequências cinematográficas marcantes do mestre contemporâneo do suspense


capa 2.jpg

O diretor americano Brian De Palma começou a delinear bem seu estilo com os suspenses Irmãs Diabólicas (Sisters, 1073) e Trágica Obsessão (Obsession, 1976). Ambos os filmes traziam as características que ele aperfeiçoaria e o levariam a ser considerado, para o bem e para o mal, o sucessor natural de Alfred Hitchcock. Suspenses densos, envolvendo assassinatos, mulheres sensuais, formando teias de intrigas que levam os protagonistas a afundarem em suas próprias dúvidas e emergirem em uma nova realidade. Nada novo para o gênero, em verdade, mas a maneira como o diretor organiza e explora os acontecimentos é hipnotizante, elaborando cuidadosamente sequências que estendem ao máximo as situações de tensão e brincam com a expectativa do espectador, adicionando trilhas sonoras envolventes e cenários meticulosamente construídos. Al Pacino, John Travolta, Tom Cruise, Michael J. Fox, Tom Hanks, Melanie Griffith, Michelle Pfeiffer, Bruce Willis, Kevin Costner e Robert De Niro estão entre alguns dos grandes atores que já estiveram sob seu comando ao longo de sua carreira. O sucesso veio, mas não sem a companhia de pesadas críticas, que o classificavam como imitador e condenavam algumas cenas por alto teor sexual ou violência. Descrevo então 12 grandes sequências que o consagraram merecedor do título de mestre contemporâneo do suspense. Brian De Palma é um dos grandes diretores do cinema, conterrâneo de nomes como Francis Ford Coppola, Martin Scorsese e Oliver Stone.

Carrie - A Estranha (Carrie, 1976)

carrie 2.jpg

Carrie (Sissy Spacek) é uma adolescente tímida, controlada por uma mãe fervorosamente religiosa que acredita que sua filha tem poderes demoníacos. A garota sofre constantes humilhações de seus colegas de escola até que um deles insiste em a convidar para o baile. Tarde demais, Carrie descobre que tudo não passara de mais um plano perverso arquitetado por uma de suas colegas de classe. Com a fúria, seus poderes telecinéticos saem do controle e tem início então um banho de sangue. Foi dirigindo esta adaptação de um livro de Stephen King que De Palma atingiu o reconhecimento do grande público. John Travolta também faz parte do elenco.

Sequência marcante: Quando retorna para casa logo após o fatídico baile, Carrie, banhada de sangue e em estado de choque, encontra velas acesas por todo lugar. Após tomar banho de forma quase robótica, é atacada por sua própria mãe, que tenta matá-la com uma faca, sob a acusação de que Carrie é filha do demônio.O espectador neste momento ainda se encontra atordoado pelo súbito teor de violência no qual o filme mergulhou mas mal há tempo para se recuperar. Uma construção absolutamente perfeita: a casa com ar macabro, a câmera passeando vagarosamente pelo cenário enfocando ora o desespero de Carrie, ora a expressão de insanidade de sua mãe. Tudo isso embalado por um piano aterrorizante compondo uma espécie de ópera da morte. Fantástico. Diabólico.

Vestida Para Matar (Dressed to kill, 1980)

dressed to kill.jpg

Kate Miller (Angie Dickinson) é uma mulher de meia idade com problemas no casamento. Quando visita um museu, termina por se envolver com um desconhecido com quem pratica um sexo casual. Ao sair do apartamento do homem, Kate é assassinada. Seu filho, Peter Miller (Keith Gordon), um jovem estudante de eletrônica, começa a investigar o caso por conta própria. Liz Blake (Nancy Allen), uma prostituta, foi testemunha do crime e é atacada pelo assassino, sendo salva pela intervenção de Peter. Pressionada pelo detetive Marino (Dennis Franz), que a ameaça de prisão caso não coopere, Liz tenta ajudar Peter a tirar informações sigilosas do Doutor Robert Elliot (Michael Caine), o psiquiatra com quem Kate se consultava e que possivelmente tem em sua lista de pacientes a identidade do assassino.

Sequência marcante: Durante 10 silenciosos minutos, a aborrecida dona de casa Kate Miller embarca em uma estranha e sedutora perseguição a um desconhecido dentro das dependências do Metropolitan Museum of Art. Com uma trilha sonora envolvente, o espectador é conduzido por entre os quadros e as pessoas no interior do museu enquanto absorve a expectativa da personagem. Uma narrativa cinematográfica impecável que permite que o espectador compartilhe toda a excitação da personagem e do espectador.

Um Tiro Na Noite (Blow Out, 1981)

blow out 01.jpg

Jackie (John Travolta), um sonoplasta que trabalha em filmes B de horror, em uma noite enquanto gravava, em um parque local sons externos para seu arquivo, presencia um acidente de carro no qual o veículo, após o estouro de um pneu, cai de uma ponte e afunda no lago. Jackie mergulha e consegue salvar uma garota que estava no carro, Sally (Nancy Allen). O motorista, o governador, está morto. As autoridades o aconselham a esquecer tudo o que viu para evitar um escândalo devido a companhia da garota. Ao consultar as gravações, percebe que o que causou o acidente pode não ter sido o estouro espontâneo do pneu, mas o projétil de uma arma de fogo. Quando um repórter o convence a levar as informações a público, é talvez tarde demais. Ele e a garota se tornam alvos de um assassino profissional.

Sequência Marcante: Sally entrega a fita com a gravação do áudio da noite do acidente a um homem que se identifica como o jornalista que Jackie contatara, mas se trata de um assassino profissional. Jackie tenta localizar a garota por meio apenas da escuta que plantou nela, isso em meio a uma multidão em plena comemoração do Dia da Liberdade na Philadélfia, com direto a bandas, som mecânico e fogos de artifício que encobrem os gritos da garota.

Scarface (Scarface, 1983)

scarface.jpg

Centenas de refugiados cubanos chegam aos Estados Unidos. Dentre eles, Tony Montana (Al Pacino), o homem que se tornaria uma dos mais temidos chefes do crime em Miami. Trabalhando em pequenos empregos de meio período, Tony e seu amigo são contratados por um traficante local para realizar uma transação entre um grupo de colombianos. A negociação termina em um banho de sangue do qual Tony consegue sobreviver, ficar com o dinheiro e assumir o negócio. Após montar um verdadeiro império, Tony vai sendo aos poucos consumido pelo poder e pela própria droga que vende.

Sequência Marcante: Tony Montana e seu primo são enganados pelos colombianos, que os amarram e os penduram em uma banheira. Então que acontece uma cena que deixaria Leatherface feliz da vida e que provavelmente inspirou o nosso “deputado da moto-serra”, Hildebrando Pascoal. Tony, amarrado, amordaçado e pendurado, vê bem na sua frente seu colega ter a cabeça aberta por uma moto-serra. Logo em seguida, será sua vez.Ou seria.

Dublê de Corpo (Body Double, 1984)

body double.jpg

Ao chegar em casa e flagrar sua namorada com outro homem, o ator Jake Scully (Craig Wasson), tem de procurar um local provisório para morar. Com dificuldades financeiras, aceita ficar cuidando da casa de um ator amigo de Gregg Henry (Sam Bouchard) enquanto o mesmo viaja. Jake começa a observar a vizinha por meio de uma luneta convenientemente instalada na janela. Todas as noites, durante o mesmo horário, a garota protagoniza um streaptease na janela de seu quarto. Uma noite, Jake percebe que mais alguém se dedica a observar a garota e, temendo por suas intenções, resolve interferir. Logo, é testemunha de um assassinato que o leva a entrar no submundo da pornografia e a se enredar em uma trama que revela uma realidade repleta de farsa cinematográfica.

Sequência Marcante: Um homem armado com uma furadeira está dentro da casa da mulher que Jake observa todas as noites. Após tentar sufocá-la com o fio do telefone, o maníaco desmaia. Hora de correr para fora da casa ou aproveitar para ligar para a polícia enquanto o assassino dorme? Decisão errada tomada, é sofrer as consequências que envolvem uma furadeira gigante, sangue, desespero e uma linda mulher em roupas íntimas. Enquanto isso, o apaixonado Jake tenta chegar a tempo para salvar a garota.

Os Intocáveis (The Untouchables, 1987)

Untouchables.jpg

Na década de 20 até o início da década de 30, nos Estados Unidos vigorava a Lei Seca. A proibição de fabricação, transporte e venda de bebidas alcoólicas deu vazão a um negócio clandestino muito lucrativo, no qual Al Capone (Robert De Niro) era o proprietário em Chicago. O idealista policial federal Elliot Ness, após enfrentar o desdém de seus colegas e se impressiona com a corrupção interna da polícia, consegue formar um grupo com agentes cuidadosamente selecionados para pôr fim ao crime organizado. Com o sucesso das operações policiais, a imprensa batiza o grupo de Elliot como “Os Intocáveis”. Logo, Al Capone começa a contra atacar as ações do grupo, assassinando seus membros e eliminando os delatores.

Sequência Marcante: Como uma típica cena de faroeste, o policial Elliot Ness enfrenta assassinos profissionais na escadaria na Estação de Trens de Chicago. Uma sequencia em slow motion na qual Elliot tenta salvar uma criança que despenca escadaria abaixo dentro de um carrinho de bebe e, ao mesmo tempo, atirar nos gângsteres.

Pecados de Guerra (Casualities of War, 1989)

casualties of war.jpg

Durante a Guerra do Vietnã, uma garota é tirada de sua vila por cinco soldados americanos. Quatro deles a estupram sucessivamente, com excessão de Eriksson (Michael J. Fox). Ericksson está determinado a levar o caso a justiça militar embora que um dos estupradores, o Sargento Thomas Clark (Sean Penn), já tenha salvo sua vida em campo. Agora, visto por seus companheiros como um traidor, o jovem soldado passa a temer mais seus aliados que seus inimigos declarados.

Sequência Marcante: A garota violentada, esgotada psicológica e fisicamente, ensanguentada e gritando, atravessa vagarosamente uma ponte na qual seus algozes estavam travando batalha. A oportunidade ideal para que os soldados eliminem a prova principal de seus crimes de guerra. Isso se Eriksson conseguir impedir.

A Fogueira das Vaidades (The Bonfire of the Vanities, 1990)

bonfire of vanitys.jpg

Sherman McCoy (Tom Hanks) é um milionário das finanças. Uma vida bem sucedida, mulher, filha e amante. Quando está voltando de mais um encontro às escondidas com Maria (Melanie Griffith), o casal erra o percurso e termina em um perigoso trecho do Bronx. Quando cercados por um assaltante, Maria acelera e o atropela. O casal foge do local. O jovem negro sobrevive mas entra em coma. Logo, um pastor inescrupuloso incentiva a família do rapaz a entrar com um processo contra McCoy. A situação se agrava quando o promotor da cidade, candidato à eleição como prefeito, resolve tornar McCoy um exemplo e assim conseguir o apoio da comunidade negra. Com a vida desmoronando, o auxílio vem de Peter Fallow (Bruce Willis), um jornalista bêbado e desacreditado que começa a investigar todos os interesses por trás do caso.

Sequência Marcante: o casal McCoy e Maria estão perdidos nas piores ruas do Bronx. Quando McCoy sai do carro para retirar um pneu que está bloqueando a passagem, dois possíveis assaltantes se aproximam calmamente de sua vítima,um milionário em um local no qual seu dinheiro não pode salvá-lo.

O Pagamento Final (Carlito’s Way, 1993)

carlitos way.jpg

Ao conseguir a liberdade condicional, Carlito Brigante (Al Pacino), promete a todos que não mais retornará ao tráfico de drogas. Decidido a realmente mudar de vida, Carlito começa a gerenciar uma boate noturna com a ajuda de seu advogado e melhor amigo, David Kleinfeld (Sean Penn) e reata com seu antigo amor, Gail (Penelope Ann Miller). É então que David, agora um toxicômano e um advogado desonesto, recorre a Carlito para ajudá-lo a saldar uma dívida com um cliente insatisfeito. Com resultado trágico, a única opção de Carlito é fugir da cidade antes que seja assassinado pelos parentes do gângster que fora trapaceado por seu advogado.

Sequência Marcante: Dez anos após Scarface, Al Pacino volta a viver a figura de um gângster sob a tutela de De Palma. A grande sequência desta obra prima são vinte angustiantes minutos nos quais um grupo de mafiosos italianos perseguem Carlito pelas ruas de Nova York, Metrô e a estação de trem. A tragédia anunciada já no início do filme não suprime a surpresa do que acontece ao final da sequência.

Olhos de Serpente (Snake Eyes, 1998)

snake eyes.jpg

Em Atlantic City, dentro de um cassino, durante uma luta de boxe profissional, a vistoa de milhares de pessoas, o Secretário de Defesa dos Estados Unidos é assassinado. O policial Rick Santoro (Nicolas Cage), um homem de caráter duvidoso, apostador, corrupto e bem relacionado no submundo, começa a investigar o crime e descobre intrigantes pistas, uma misteriosa mulher de branco, perguntas sem resposta e becos sem saída que o levam a crer que o assassinato fora uma conspiração orquestrada em todos os detalhes. Mas por quem?

Sequência Marcante: Olhos de Serpente não é um dos filmes mais apreciados na carreira de De Palma mas vou contra a maré de críticas negativas e o avalizo como um ótimo suspense policial. A maneira como a câmera passeia pela tela em várias sequências dá a impressão de que o espectador está caminhando ao lado dos atores, acompanhando os eventos. De Palma usa constantemente esse recurso em seus filmes. Destaco aqui os primeiros quinze minutos de filme, onde podemos acompanhar os passos do detetive Santoro e toda a movimentação que acontece ao seu redor até o apoteótico disparo da arma de fogo e a explosão de caos e confusão.

Femme Fatale (Femme Fatale, 2002)

femme fatale.jpg

Durante um festival internacional de cinema, a ladra laurie Ash (Rebecca Romijn) seduz a mulher de um famoso diretor e rouba sua joia, conhecida como “Eye of the serpent”. Laurie trapaceia seus comparsas e assume a identidade de Lily, uma mulher que cometera suicídio e viaja para a América, onde conhece e se casa com um homem influente que termina sendo indicado como embaixador dos Estados Unidos na França. Ao retornar com o marido para a França, Laurie se envolve com o fotógrafo Nicolas Bardo (Antonio Banderas), o envolvendo em um jogo de sedução e trapaça que envolve seus antigos aliados, que ainda procuram vingança pela traição.

Sequência Marcante: Femme Fatale é estranhamente o meu filme favorito do diretor. Estranho mesmo é uma obra como esta ser relegada como uma obra menor. Com diversas sequências memoráveis, foi difícil escolher apenas uma para destacar. A sedução lésbica, o streap tease seguido da briga no bar, a queda na ponte ou a fuga seguida pelo atropelamento? Ok. Desta vez vou ficar com a sequência do bar. Nicolas observa Lurie flertar com um homem em um bar estilo copo sujo barra pesada. Ao seguir o casal para o porão do bar, Nicolas aprecia o streap tease que Laurie faz. Chega o homem começa a agarrá-la, Laurie grita e se recusa, fazendo com que Nicolas interfira. Com um perfeito jogo de sombras, Laurie se diverte observando o fotógrafo lutar. A cena mais sexy de toda a carreira do mestre contemporâneo do suspense.

Dália Negra (The Black Dahlia, 2006)

black_dahlia__the_04.jpg

Na década de 40, Dwight (Josh Hartnett) e Lee (Aaron Eckhart) são dois policiais em Los Angeles. Adversários nos ringues de boxe, logo se tornam parceiros. Quando Dwight conhece Kay (Scarlett Johansson), a mulher de Lee, logo se desenvolve uma amizade entre os três, sugerindo um triângulo amoroso. Quando o corpo da aspirante a atriz Elizabeth Short é encontrado brutalmente mutilado, Lee se torna obcecado em resolver o caso. Os dois policiais então adentram em um labirinto de depravações, mentiras e corrupção do submundo do cinema pornô. Sequência Marcante: Lee está no encalço dos possíveis participantes na morte de Elizabeth Short dentro de um prédio aparentemente vazio. Dwight chega ao local, mas apenas pode assistir enquanto um silencioso assassino se aproxima por trás de seu parceiro e tenta enforcá-lo com uma linha. Morte lenta, apreciada em todos os detalhes.


celiosg

Nada deu certo, me tornei escritor de histórias desconhecidas..
Saiba como escrever na obvious.
version 4/s/cinema// @destaque, @obvious //celiosg