distração planejada

Entretenimento direcionado para preencher a mente

celiosg

Nada deu certo, me tornei escritor de histórias desconhecidas.

O Gabinete do Dr. Caligari

A obra fundamental do expressionismo alemão que impulsionou o cinema fantástico


Com o fim da Primeira Guerra Mundial, em 1917, a Alemanha estava sob as cláusulas limitantes do Tratado de Versalhes, acordo estabelecido pelos países vencedores e que punha restrições e punições ao derrotado. O povo alemão vivia então um período turbulento, com campos agrícolas e indústria arrasada, propiciando o surgimento de vários conflitos internos. Externamente, o país era visto como o grande vilão da Europa.

Gabinete dr caligari expressionismo horror 01.jpg

Foi em meio a esse estado que, em 1920, foi lançado o filme O Gabinete do Dr. Caligari, produção que inaugurou uma escola do cinema conhecida como “Expressionismo Alemão”. A película apresentava características que marcariam os próximos filmes daquela época, instituindo as bases do que viria a se tornar o gênero do horror, com cenários sombrios que pareciam constituir uma espécie de realidade onírica, um pesadelo habitado por monstros assassinos.

A história, escrita a quatro mãos por Carl Mayer e Hans Janowitz, apresenta os estranhos e macabros eventos que começam a acontecer na cidadezinha de Holstenwall após a chegada do estranho Dr. Caligari com seu espetáculo no qual apresenta um sonâmbulo chamado Cesare, capaz de prever o futuro das pessoas. Francis e seu amigo Alan visitam o gabinete do Dr. Caligari para assistirem ao espetáculo. É então que, ao ser despertado, Cesare sentencia que Alan morrerá na manhã seguinte. Quando seu amigo é de fato encontrado morto no outro dia, Francis passa a desconfiar de Caligari e seu servo zumbi. Logo, Jane, sua noiva, se torna o próximo alvo.

Gabinete dr caligari expressionismo horror 02.jpg

Janowitz se inspirou em uma sinistra figura que viu certa vez em um parque de diversões. No dia seguinte, uma garota foi encontrada brutalmente morta e a mesma figura esteve no enterro.

O diretor Robert Wiene criou uma Alemanha sombria, com arquitetura enviesada e personagens de aspecto fantasmagórico. Os cenários são distorcidos, com portas, janelas, cadeiras, telhados e escadas enviesadas, construções que renegam as leis da engenharia e da física. Uma alusão ao estado da Alemanha pós-guerra, resiliente mas repleta de problemas internos. Quando Cesari rapta Jane e a leva nos braços pelos telhados da cidade, perseguido por um grupo de cidadãos empunhando tochas, apresenta-se de forma ampla um cenário impossível.

Gabinete dr caligari expressionismo horror 03.jpg

Tanto o zumbi-sonâmbulo Cesari quanto seu mestre Caligari possuem uma maquiagem cadavérica, reforçando seu aspecto de mortos-vivos em um mundo que tenta se recuperar de suas perdas. O espectador é levado ao longo do filme, por meio de Alan, a se perguntar acerca da veracidade dos acontecimentos apresentados. Um grupo de médicos começa então a suspeitar dos relatos do jovem. Eis então que as dúvidas começam a se instalarem na mente do espectador, que passa a se sentir tão confuso quanto o próprio personagem.

O obscurecimento das bordas da tela, sugere que o espectador está vivenciar um pesadelo. O pesadelo no qual a Alemanha se encontrava imersa, vendo inimigos à espreita e sendo ela mesma vista como o inimigo pelos outros países. Mais tarde, como uma espécie de predição apocalíptica, essa miríade de sentimentos paranoicos tomaria forma física e espalharia uma teia de horror e destruição pelo mundo na forma do nazismo.

Gabinete dr caligari expressionismo horror 04.jpg

Era a época de uma Alemanha decadente, repleta de sombras e pensamentos lúgubres, onde a população ainda chorava por seus mortos em uma nação semidestruída. Os cineastas da época absorveram esses sentimentos e os expressaram cinematograficamente, deixando de lado a verossimilhança e criando mundos deformados que expressavam esses sentimentos e sensações de desordem e angústia.

Em seguida, o fantástico começaria a invadir as telas de cinema na Alemanha, e depois sua influência se espalharia pelo mundo. O gigante de lama em O Golem (1920), o próprio ceifador encapuzado em Nosferatu, A Morte Cansada (1921), o vampiro em Nosferatu, Uma Sinfonia de Horror (1922), um triunvirato de assassinos formados pelo califa Al-Raschid, Ivan, o Terrível e Jack, o Estripador em O Gabinete das Figuras de Cera (1924) e um reflexo vingativo em O Estudante de Praga (1926) foram algumas das obras mais marcantes que o expressionismo alemão criou.

Gabinete dr caligari expressionismo horror 05.jpeg

As técnicas de iluminação e cenografia, criando mundos sinistros, estéreis e fantasmagóricos, além de arquétipos como o do predador masculino e da mulher indefesa inspiraram Hollywood, com os monstros da Universal e outras produções. O diretor Tim Burton bebe diretamente da fonte do expressionismo, criando cenários sombrios e personagens deformados física e psicologicamente, como Edward Mãos de Tesoura ou o Pinguim de Batman o retorno (1992) ou ainda o Beetlejuice de Os Fantasmas se Divertem (1988).

Gabinete dr caligari expressionismo horror 06.jpg


celiosg

Nada deu certo, me tornei escritor de histórias desconhecidas..
Saiba como escrever na obvious.
version 1/s/cinema// @obvious, @obvioushp, @obvious_escolha_editor //celiosg