Lia Holanda

O que eu carrego de mais valioso em mim são as palavras, elas mudam suficientemente rápido para acompanhar meu ritmo interno.

L.S Lowry - Tons da vida urbana

Paisagens industriais e movimento representam suas obras, mesmo pintando em tons sombrios e mostrando as entrelinhas do cotidiano L.S Lowry, pintor modernista inglês possuía uma marca própria, sua pintura não tinha prazo de validade e mostrava o valor de um olhar mais atento ao cotidiano que não se deixa repetir, trazendo o que há de novo no mesmo,isso resume todo seu processo artístico e sua arte cheia de significantes.


ls-lowry-the-fever-van-001.jpg

Paisagens industriais e movimento representam suas obras, mesmo pintando em tons sombrios e querendo mostrar a realidade da época de maneira despretensiosa e ao mesmo tempo instigante L.S Lowry, pintor modernista inglês,nasceu em Manchester ( 1887-1979) e estudou pintura e desenho no Municipal College of Art (1905–15), e na Salford School of Art (1915–25). Mesmo com todo esse tempo dedicado ao estudo da pintura e do desenho, ele preferia ser intitulado como autodidata.Sua relação com a pintura começou muito cedo, aos 15 anos ,ele não era um bom aluno e a sua família desacreditada resolveu ,manda-lo para a escola de artes.Lowry se mudou para um distrito industrial permeado por chaminés, o que no início incomodava-o, se tornou uma obsessão em sua arte,provando que o artista é um inquieto e incomodado por natureza,ele passou a atentar para coisas que estão em nosso cotidiano mas que nós não nos damos conta, as suas pinturas tratam disso, esse olhar mais demorado, permeado de significações que por muitas vezes as pessoas da época preferiam ignorar: “The huge black framework of rows of yellow-lit windows standing up against the sad, damp charged afternoon sky. The mill was turning out... I watched this scene - which I'd looked at many times without seeing - with rapture..”

ls-lowry-going-to-work-1959-the-lowry-collection-salford.jpg

Lowry, queria mostrar a realidade do seu tempo, mostrando as a entrelinhas do cotidiano, ele não era um pintor comercial.Mesmo com a possibilidade de reconhecimento, algumas vezes recusou prêmios, principalmente após a morte de sua mãe,ele deixava seu lado pessoal intrinsecamente ligado ao profissional e isso trazia a sua pintura uma marca própria, e uma atmosfera que afetava o espectador ele e a pintura eram um. L.S Lowry, não estava preocupado com regras, sua pintura tinha traços primitivos ,o que ele queria era mostrar como ele sentia e vivenciava sua realidade sem se importar se estaria seguindo uma regra ou não

N05912_10.jpg "I saw the industrial scene and I was affected by it. I tried to paint it all the time. I tried to paint the industrial scene as best I could. It wasn't easy. Well, a camera could have done the scene straight off."

O que alguns chamavam de traços primitivos, Lowry chamava de simplicidade, elenão tinha pretensão de encher sua paleta de cores, trabalhava apenas com cinco. Temas recorrentes na pintura de Lowry, são as fábricas ao fundo, a maneira em que as pessoas interagem no primeiro plano, e um gestual complexo em que faz você adentrar aquele universo da década de 40 na Inglaterra para poder compreender o que Lowry estava querendo dizer. Nem por isso, suas obras pararam do tempo, até porque, muito do que vemos nos dias de hoje, na forma que as pessoas se relacionam e interagem advém desse tempo.

Ao olharmos rapidamente, podemos pensar que as pessoas na obra de Lowry são apenas para dar um certo dinamismo as suas paisagens industriais,mas para um observador atento a figura humana da obra de Lowry, se torna um prato cheio para examinar o individualismo, o tempo, e a massificação que permeiam os dias atuais.A maneira que Lowry posiciona essas pessoas em suas obras muitas vezes não conversam entre si, mas geram um dialogo com o observador mais atento ,e são cheias de significações.


Lia Holanda

O que eu carrego de mais valioso em mim são as palavras, elas mudam suficientemente rápido para acompanhar meu ritmo interno. .
Saiba como escrever na obvious.
version 1/s/artes e ideias// @destaque, @hplounge, @obvious, @obvioushp //Lia Holanda