doze

o nome de uma história comprida que não se explica em poucas palavras

mónica aresta

escrever simplesmente pelo prazer de juntar as palavras

Vou ali e já volto

porque - junto a ti - todos os segundos contam


filhas.jpg

Vou ali e já volto.

Vou deixa-te um beijo escondido no vão da escada, e um sorriso pendurado no beiral da porta.
E naquele frasco de bolachas (que deixas vazio quando a brincadeira te faz comer mais do que aquilo que tens vontade) vou guardar pedaços de música enrolados em frases feitas, daquelas que começam por "amo-te" e terminam em "és tudo para mim".
Nos chinelos aos pés da cama esconderei o silêncio que te trará o sono,
e na almofada onde repousarás, o cheiro de sonhos felizes.

E quando regressar, e te tiver de novo nos braços, vou esconder o rosto no teu cabelo e fingir que não se passou nada, para que não adivinhes e percebas o sorriso que disfarço com beijos e canções.


Vou ali e já volto.
Sao dois segundos, um instante de quase nada.
Mas que guardam quase tudo.


mónica aresta

escrever simplesmente pelo prazer de juntar as palavras.
Saiba como escrever na obvious.
version 1/s/recortes// @obvious, @obvioushp //mónica aresta