Victor Silveira

Estudante de psicologia, que aspira Filosofia e Artes Visuais. Gosta de palavras assim como de silêncios. Costuma ser o intangível do que mostra ao vê-lo.

A insustentável leveza do ser

É como se a modelo acordasse de uma vida comum; de um sono pela manhã em sua casa, e ao pisar os pés no chão se visse imersa e envolvida por um lugar desconhecido...

06.jpg A fotografia nos permite uma liberdade de pensamentos. Ela se torna veículo informativo, de registro documental, de operação artística, ainda podendo ser um instrumento de linguagens reflexivas e elucidações: poéticas, literárias, sociais e históricas. As visibilidades nos atingem enquanto sujeitos e nos atravessam.

Por essa via desconcertante da estética imagética que volto meus olhos para o trabalho fotográfico autoral da psicóloga Patrícia Costa. Que com uma visão não linear, todavia intuitiva, se vale do recurso fotográfico para a produção de imagens que mexem com o imaginário e o psicológico humano. Possibilitando associações e reflexões em campos diversos, inclusive o filosófico, sendo este o que mais me atrai pessoalmente.

Trago a luz um de seus ensaios que tem como conceito, “A insustentável leveza do ser” realizado em parceria com Renata Monteiro (modelo). Meu desejo é que minhas interpretações que compartilho nesse breve artigo, sirvam como trampolim para possíveis (re)interpretações, dos que se deixarem envolver pela potência das imagens.

01.jpg 02.jpgNas fotografias de Patrícia vemos uma dança inversa. O ser que não sustenta o tempo e nem as marcas e interferências deixadas por ele à medida que passa, trava um diálogo súbito com o cenário (o externo de si) 

03.jpg

É como se a modelo acordasse de uma vida comum; de um sono pela manhã em sua casa, e ao pisar os pés no chão se visse imersa e envolvida por um lugar desconhecido e extremamente pesado na constituição do que vivência, todavia esta experiência não é retratada com alarde e intensidade, mas sim com um olhar melodioso e rítmico. O diálogo é uma constante entre: O corpo leve e a luz suave. 

À medida que mergulhamos na peculiaridade de cada imagem essa noção de esvaziamento e contemplação, frente a uma desabituação existencial ficam nítida, e põe em prova o conceito inicial da fotógrafa. A problemática da leveza e do peso. 

04.jpg

Saiba mais sobre a fotógrafa nos links abaixo:Patricia C. Costa• Blog: patriciacostax.wordpress.com• Flickr: www.flickr.com/photos/patriciacosta• Facebook: www.facebook.com• Twitter: @PatriciaCostaX

Victor Silveira

Estudante de psicologia, que aspira Filosofia e Artes Visuais. Gosta de palavras assim como de silêncios. Costuma ser o intangível do que mostra ao vê-lo. .
Saiba como escrever na obvious.
version 2/s/Fotografia// @destaque, @obvious //Victor Silveira