Victor Silveira

Estudante de psicologia, que aspira Filosofia e Artes Visuais. Gosta de palavras assim como de silêncios. Costuma ser o intangível do que mostra ao vê-lo.

Uma visita ao Museu de Imagens do Inconsciente

O Museu de Imagens do Inconsciente foi fundado em 1952 pela Dra. Nise da Silveira, uma mulher incrível e cheia de determinação. Foi uma das primeiras pessoas a denunciar as atrocidades ocorridas dentro dos antigos manicômios, os choques elétricos e a lobotomia.

550164_479735705392358_1982180907_n.jpg

Por Patrícia Costa

Estive no Rio de Janeiro metade a trabalho e metade a passeio, conheci muitas pessoas especiais e lugares incríveis. Estando por lá, não poderia deixar de visitar um lugar que sempre desejei conhecer: o Museu de Imagens do Inconsciente.

O Museu foi fundado em 1952 pela Dra. Nise da Silveira, uma mulher incrível e cheia de determinação. Foi uma das primeiras pessoas a denunciar as atrocidades ocorridas dentro dos antigos manicômios, os choques elétricos e a lobotomia.

299434_479735398725722_1760628750_n.jpgCompreendeu a importância do afeto no tratamento dos chamados “doentes mentais”, trabalhando com respeito, humanização e defendendo a dignidade e o direito destas pessoas. Mergulhou sua vida e suas pesquisas numa combinação entre psicologia e arte, utilizado as mais variadas técnicas (pintura, escultura…) como recursos expressivos e provando que todos são capazes de produzir o que é belo. O acervo do Museu é composto por obras de qualidade artística e científica produzidas nos ateliês de pintura e modelagem. 527535_479735495392379_1032583091_n.jpgO Museu de Imagens do Inconsciente conta atualmente com cerca de 360.000 obras, sendo todas catalogadas e devidamente cuidadas para que se mantenham conservadas. O Museu é compreendido como um museu vivo, pois as obras não param de ser produzidas. No espaço funciona o Ateliê, local onde os clientes atendidos, na sua maioria externos, já não vivem mais sob as sombras de uma psiquiatria alienada. Por meio da afetividade e expressão criativa livre, podem entrar em contato com seus conteúdos internos e trilhar o caminho para a autocura.

9281_479735545392374_1122152435_n.jpg

“Através do conjunto de seu trabalho, Nise da Silveira introduziu e divulgou no Brasil a psicologia junguiana. Interessada em seu estudo sobre os mandalas, tema recorrente nas pinturas de seus pacientes, ela escreveu em 1954 a Carl Gustav Jung, iniciando uma proveitosa troca de correspondência. Jung a estimulou a apresentar uma mostra das obras de seus pacientes que recebeu o nome “A Arte e a Esquizofrenia”, ocupando cinco salas no “II Congresso Internacional de Psiquiatria”, realizado em 1957, em Zurique. Ao visitar com ela a exposição, a orientou a estudar mitologia como uma chave para a compreensão dos trabalhos criados pelos internos”. (Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/Nise_da_Silveira).

Chegando ao local fiquei extremamente feliz por estar naquele lugar e confusa por não saber o que esperar, mas me surpreendi com a hospitalidade das pessoas que ali trabalham. Pude assistir filmes e matérias a respeito da trajetória do Museu, da Dra. Nise e das pessoas que por ali passaram, conversar sobre o trabalho realizado nos ateliês e ver outros materiais que vem sendo produzido ao longo destes sessenta anos de Museu, que foi pioneiro nos processos de transformação que culminaram na Reforma Psiquiátrica.

Para quem tiver interesse em conhecer um pouco mais sobre a história dessa mulher incrível, ainda dá tempo de assistir a peça Nise da Silveira que estará em cartaz no Rio de Janeiro até dia 28/12/2012 no Parque das Ruínas. Tive a oportunidade de assistir a peça em São Paulo e com certeza posso afirmar que é incrível.

O Museu de Imagens do Inconsciente fica no Instituo Municipal de Assistência à Saúde Nise da Silveira (antigo Centro Psiquiátrico Pedro II).

Rua Ramiro Magalhães, 521 – Engenho de Dentro CEP 20730-460 – Rio de Janeiro Telefone (55 21) 3111 7471 Fax (55 21) 3111 7465 http://www.museuimagensdoinconsciente.org.br/index.html

441_479735642059031_305851766_n.jpg

598721_479735888725673_1772996818_n.jpg 398238_479735972058998_1564394552_n.jpg 602296_479736062058989_2027221813_n.jpg

Relato publicado originalmente na página pessoal de Patrícia Costa.

Leia também: O corpo fala com a arte de Patrícia Costa


Victor Silveira

Estudante de psicologia, que aspira Filosofia e Artes Visuais. Gosta de palavras assim como de silêncios. Costuma ser o intangível do que mostra ao vê-lo. .
Saiba como escrever na obvious.
version 2/s/geral// @destaque, @obvious //Victor Silveira