encruzilhada

O encontro entre o admirável, o erudito e o simplesmente interessante

Sandro Marcos

Viciado em atenção e notívago inveterado, simplesmente não vive sem a multiplicidade de culturas e conteúdos! Multiplicidade esta que expressa através de incursões pelos mundos da música, poesia, literatura e do amor verdadeiro.

Posts da Encruzilhada no seu email: http://bit.ly/1h82eCv

Androginia no Rock: 10 bandas que você deveria ouvir!

Homens maquiados parecendo mulheres, mas fazendo rock de alta qualidade. Conheça 10 bandas que poderão fazer você mudar de opinião!


Não se trata de uma tentativa de explicar que a androginia é diferente de hermafroditismo e homoafetividade, até porque não sou estudioso destes assuntos. O que nos importa aqui é a relação da androginia com o Rock, onde artistas homens vestem-se e maquiam-se com visual feminino, além de comportarem-se, em palco principalmente, com trejeitos que remetem totalmente às mulheres. Em paralelo ao visual sempre caminharam multidões de mulheres, festas e rock de alta qualidade.

Twisted Sister Dee Snider.jpgDee Snider, cocalista do Twisted Sister

Não entrando no mérito da psicologia, onde o termo androginia é utilizado para se referir a um transtorno de identidade de gênero, no qual o indivíduo não se reconhece como homem nem como mulher, mas como o conjunto dos dois, é muito fácil vir à mente bandas clássicas dos anos setenta e oitenta, como David Bowie, New York Dolls, Twisted Sister, Bon Jovi, L.A Guns e muitas outras dos sub-gêneros músicais aos quais convencionou-se chamar de Glam Rock e Glam Metal (Hair Metal) que chocavam num primeiro olhar por seus visuais cheios de maquiagem, salto alto, glitter e cabelos armados com laquê. Não há como negar que é estranho ver aqueles homens vestidos assim e fazendo mil caras e bocas parecendo mulheres loucas! Mas e a música, não deveria ser ela a falar mais alto?

Deveria e é exatamente ela que tratou de legitimar estes visuais andróginos tão polêmicos pois se de uma lado víamos, por exemplo, um Twisted Sister com integrantes trajados como Drag Queens piradas, por outro as composições viscerais e inspiradas de clássicos álbuns como Under The Blade e Stay Hungry deixavam os apreciadores do Rock saciados e devotados e as gravadores altamente satisfeitas com suas vendas, afinal, Hard Rock sempre foi sinônimo de sucesso comercial. E este exemplo pode ser aplicado a muitas outras bandas e artistas que vão desde o pioneiro David Bowie até os oitentistas - década famosa por suas bandas glam - L.A. Guns, Poison, Mötley Crüe e várias outras. Inclusive podemos apontar Los Angeles e a Califórnia como a Meca destas bandas.

Motley_Crue.jpgMötley Crüe

É curioso que estes músicos de visual andrógino, apesar disto, tinham fama (justificada) de serem os que mais atraiam multidões femininas. São históricos os relatos de festas regadas a sexo, cerveja e muita loucura. Em suas letras estas bandas esbanjavam energia sexual (hetero) sendo que seus temas preferidos giravam pelo círculo vicioso "sexo, drogas e rock n' roll", levantando a bandeira de uma "revolução adolescente" de comportamento rebelde.

Não se deve esquecer outros importantes grupos e movimentos onde a androginia encontrou adeptos, como o Gothic Rock/Metal, o J-Rock (Japanese Rock) e o rock progressivo, este mais timidamente. Bandas como Lacrimosa, a japonesa Loudness (que não é J-Rock!) e até mesmo o brasileiro Secos e Molhados ilustram bem esta questão. Todas com visual andrógino mas sem qualquer relação obrigatória om sua sexualidade. Afinal aqui não tentamos fazer um raio-x na vida dos músicos por trás das maquiagens mas sim convidar aqueles que se assustam e afastam-se destas bandas apenas pelo visual chocante e, para uns, ridículo a ouvir os discos e tirarem suas conclusões baseadas na música. Vale ouvir e perceber o quão ricos são seu os repertórios, suas discografias e como eram energéticos seus shows. Teatrais, sim, mas repletos de música boa com grandes doses de "sex appeal". Prepare-se para a festa!

Como ajuda fica a sugestão de 10 bandas com visual andrógino que você deveria ouvir:

  1. Twisted Sister - Vá logo ao disco Stay Hungry e perceba porque ela está nesta lista;
  2. Mott The Hoople - Glam antigo, escolha o Wildlife para iniciar;
  3. L.A. Guns - Nada melhor que o debut autointitulado para começar;
  4. Loudness - Ouça o álbum Disillusion e veja como estes japoneses são bons;
  5. Malice - se impressione com o License To Kill, que inclusive foi a trilha sonora para finalizar este artigo;
  6. T-rex - Vamos com o mega clássico Electric Warrior;
  7. Europe - Ouça o Out of This World e veja que estes suecos têm mais a oferecer que apenas a os ultra-hits The Final Countdown e Carrie;
  8. New York Dolls - até o nome depões contra mas faça um sacrifício e escute o Too Much Too Soon;
  9. Mötley Crüe - Vá sem pensar ao sensacional Girls, Girls, Girls;
  10. Cinderella - O primeiro trabalho chamado Night Songs mostrará a razão da indicação desta banda, uma das melhoes desta lista.

Comente abaixo, diga o que pensa sobre este visual e estas bandas!


Sandro Marcos

Viciado em atenção e notívago inveterado, simplesmente não vive sem a multiplicidade de culturas e conteúdos! Multiplicidade esta que expressa através de incursões pelos mundos da música, poesia, literatura e do amor verdadeiro. Posts da Encruzilhada no seu email: http://bit.ly/1h82eCv.
Saiba como escrever na obvious.
version 10/s/Música// //Sandro Marcos