entre a loucura e a razão

Por que para ser considerado normal, deve-se estar entre os extremos da racionalidade e insanidade.

Prescila Rizzardi

Uma leitora compulsiva, cinéfila por natureza e amante de todas as formas de arte

O que acontece quando você supera o medo

Talvez fosse para ser simples, ou não... Quem é capaz de determinar isso?! Mas quando ele é vencido, uma nova perspectiva sobre sua vida surge e novos desafios estão aí, prontos pra deixarem de ser medos e se tornarem experiências vividas.


medo.jpg FONTE DE IMAGEM: Retirada da internet

Quando pensei em começar a superar meus medos na lista de coisas a serem cumpridas em 2014, realmente não imaginei que fosse tão difícil dar o primeiro passo, confesso que acreditei que seria mais simples, mas por sorte sempre há alguém que te lembra do que foi prometido e ainda não cumprido. Por estar em processo de deixar de sentir medo de algumas coisas, posso vir a compartilhar com vocês alguns dos itens da minha lista, que me assombram desde sempre, dentre eles estão um pavor absurdo de aranhas, palhaços e agulhas, são ridículos e sei disso, mas nem por isso deixam de ser medos.

fearswide-620x349.jpg FONTE DE IMAGEM: Retirada da internet

Em uma tarde de um dia qualquer, surge a proposta para superar um dos meus medos, e depois de muito adiar, chega o esperado dia onde eu pude riscar da lista esse item, comecei pelo medo de agulhas. E como superei isso, fazendo algo para ajudará alguém o qual não conheço e provavelmente nunca irei conhecer, vocês devem estar se perguntado o que é então?

download.jpg FONTE DE IMAGEM: Retirada da internet

Sim, doei sangue pela primeira vez, achei que doeria mais e estava preparada para o pior, mas o engano foi meu, pois foi absurdamente rápido e quase indolor. Não vou mentir a vocês, que chegara até esse ponto do texto, devo a minha sinceridade a vocês. Doeu 1% mas valeu a pena e vindo de quem estava pronta para sentir um incomodo de 100%, o meu insignificante desconforto pode ser desconsiderado.

heart_blood.jpg FONTE DE IMAGEM: Retirada da internet

E depois... Obviamente continuarei a doar periodicamente já que é um pequeno gesto, mas de grande importância. E os próximos medos serão vencidos e superados um a um, os que foram apresentados a vocês caros leitores, são apenas alguns de uma lista, e acredito que o próximo pode vir a ser o de palhaços só não sei quando e onde, aguardem notícias minhas.

Ps: recomendo a todos vocês que ainda não tiveram o tempo e a oportunidade de doar sangue, para que pensem melhor sobre a ideia e que usem essa pequena fração do seu dia para ir fazer esse grandioso gesto, que pode parecer mínimo, mas não é nem um pouco, as pessoas que estão necessitando agradecem ;)


Prescila Rizzardi

Uma leitora compulsiva, cinéfila por natureza e amante de todas as formas de arte.
Saiba como escrever na obvious.
version 3/s/recortes// @destaque, @hplounge, @obvious, @obvioushp //Prescila Rizzardi