entre a loucura e a razão

Por que para ser considerado normal, deve-se estar entre os extremos da racionalidade e insanidade.

Prescila Rizzardi

Uma leitora compulsiva, cinéfila por natureza e amante de todas as formas de arte

ENSAIO SOBRE A BELEZA? SIM VOCÊ É BELA!

Em uma dessas matérias típicas de listagem das dez mais, ao acaso li algo que me deixou intrigada, nossa concepção de beleza é bem diferente do que imaginam por ai, tal conceito não tem nada a ver com perfeição na verdade é o posto disso.


BELEZA 1500x759.jpg

E se você é mulher e está lendo esse texto, lhe informo que ele não é sobre o que te deixam bela e sim sobre o que deixam qualquer pessoa seja homem ou mulher, satisfeitos com sua aparência exterior e principalmente a interior, pois essa é a que realmente conta. Depois de tanta Barbie e Ken chegou a hora de falarmos de nós, seres humanos imperfeitos. Nada será remetido a cirurgias, roupas da moda ou tribos a qual você deve frequentar, pois apesar de contribuírem para uma imagem aparentemente perfeita... Sim eu disse aparentemente, pois a real beleza vai bem além disso. Apesar de tantas campanhas, programas de Tv e textos publicados, de alguma forma a grande maioria das pessoas ainda se encontra alienada por essa imagem inalcançável de perfeição, o engraçado é perceber que a o outro deve aceitar suas imperfeições, porem isso não é reciproco... É estranho fazermos uma auto avaliação, porem extremamente necessário.

lya2.jpg

Lendo sobre o assunto percebi que homens e mulheres quando questionados sobre o que os torna belos, as respostas geravam em torno do corpo, cabelo, pele, posição social, carreira entre outras coisas, e quando a mesma pergunta era feita para alguém próximo aos entrevistados a resposta era o oposto do que foi respondido anteriormente... Sabem o que te torna belo? Na visão das pessoas próximas a você? Quando você ri sem motivo aparente, quando começa a cantarolar aquela música sem nem mesmo saber a letra, é quando se permite ir além, quando faz dengo ao acordar, entre tantas outras pequenas coisas... Então deu para perceber que a sua aparência não o torna belo? O que te faz belo aos olhos de quem realmente gosta de você é o que você é de verdade, então por que não podemos começar a nos ver assim também? Quantas pessoas, realmente entendem esse conceito? Será que você mesmo se aceita? Pessoas são julgadas com base em sua aparecia física, mas e depois? será que é isso mesmo que você quer pra sua vida? Julgar e ser julgado com base em artifícios tão superficiais, quanto um prato raso? De repente se você começar a entender e praticar essa nova visão de real beleza, aos poucos tanta superficialidade fique para traz, Beyonce em pretty hurts faz uma crítica a essa visão.


Prescila Rizzardi

Uma leitora compulsiva, cinéfila por natureza e amante de todas as formas de arte.
Saiba como escrever na obvious.
version 1/s/recortes// @destaque, @hplounge, @obvious, @obvioushp //Prescila Rizzardi