entre artes

Um olhar diferente sobre o mundo das Artes

Karlos Junior

..Desde criança é natural do Rio de Janeiro, músico que pode ser visto por aí portando uma flauta, também é desenhista canhoto e blogueiro que gosta de Ciência, Ficção-Científica, Cinema, Quadrinhos e tenta praticar algum esporte enquanto corre atrás de ganhar a vida pela Internet.

Chapeuzinho Vermelho e a Companhia dos Lobos

Chapeuzinho Vermelho é uma das histórias infantis mais famosas de todos os tempos, mas e se houvessem mais coisas entre o céu e a terra do que supõe nossa vã filosofia no conto dor irmãos Grimm? A Companhia dos Lobos transforma esta indagação em realidade ao trazer uma visão mais sombria do conto.


company_of_wolves_poster_01.jpg

Chapeuzinho Vermelho é uma das histórias infantis mais famosas de todos os tempos, cuja moral soa como o velho conselho que pais dão aos filhos em relação à confiança em estranhos e nem tudo é o que parece ser. As origens do conto se perdem nas brumas do passado, embora os Irmãos Grimm tenham consagrado na literatura a versão mais conhecida: A menina Chapeuzinho Vermelho vai sozinha pela floresta levar um cesta de pães e mel para sua avó, que está doente em sua residência, e no meio do caminho encontra o Lobo Mau e o resto todo mundo conhece, como o diálogo da Chapeuzinho com o Lobo e o surgimento do caçador para salvar o dia. Uma história inocente a princípio, mas e se houvessem mais coisas entre o céu e a terra do que supõe nossa vã filosofia no conto de Chapeuzinho Vermelho?

A Companhia dos Lobos (The Company of Wolfes – 1984) dirigido por Neil Jordan, transforma esta indagação em realidade ao trazer uma visão mais sombria do conto, retratando uma protagonista cercada por desejos em uma fase de descobertas de conotação sexual e envolta por uma comunidade primitiva e supersticiosa. O filme pode ser apreciado como uma completa evocação onírica do conto em que nos pegamos incertos sobre nossa observação da realidade nas situações propostas ou se caímos juntos com Rosaleen (Chapeuzinho Vermelho) em seus sonhos profundos. O Lobo Mau não é apenas um mito, mas um temor concreto de um predador sobrenatural que há séculos povoa a imaginação da humanidade. Os lobisomens de Companhia dos Lobos são homens de carne e osso condenados à um destino amaldiçoado, nascidos sobre a peculiar marca das sobrancelhas unidas e tentados a consumir os anseios da natureza em seu lado mais animalesco. Não obstante o fato, eles são hábeis e sedutores como o cavalheiro que cruza o caminho de Rosaleen cumprindo as premissas do clássico enredo. Os efeitos especiais não chegam a ser tão especiais assim, mas conseguem transmitir a sensação de horror com o recrudescimento da figura humana em uma metafórica vitória da fera interior.

dvd-a-companhia-dos-lobos-original-rarissimo_MLB-F-2903481388_072012.jpg

“Um lobo pode ser mais do que aparenta. Ele usa muitos disfarces. (...) Os piores lobos são peludos por dentro. E quando eles te mordem, eles te arrastam para o inferno”

Rosaleen é uma adolescente entrando na fase de puberdade funcionando como uma espécie de encarnação do fascínio diante das descobertas do período, com um quarto repleto de bonecas e bichos de pelúcia, enquanto é vista usando as maquiagens da falecida irmã mais velha, vítima dos lobos que habitam a floresta. Em suas visitas à avó, ela sempre é confrontada com histórias de lobos e homens numa tentativa de alertar a bela jovem sobre os perigos que estes possam representar no futuro, quando o encanto da juventude passa e a besta vem à tona. A garota, no entanto, não se sente tão absorvida pelos mesmos receios da avó, à medida que esta vai custurando o famoso manto vermelho.

wolves7.jpg

Companhia dos Lobos é uma adaptação de um conto presente no romance "O Quarto do Barba Azul", da escritora inglesa Angela Carter, conhecida por um vasto interesse em literatura fantástica, ficção científica e nos ideais do Feminismo, o que se evidencia nesta Chapeuzinho Vermelho que sobrepuja a ameaça do Lobo Mau a ponto dela mesma torna-se aquilo que tanto tentaram incutir-lhe medo. Além do visual bem trabalhado, destaco ainda a ótima composição sonora a cumprir seu papel em criar o clima e a tensão adequada que a história pede, principalmente no desfecho da fita. Companhia dos Lobos é um filme que "estraga", no bom sentido, qualquer saudosismo que tenhamos com o conto infantil, apreciado por muitos que estão lendo este artigo em suas infâncias. Por outro lado é um filme cujo mérito está justamente em transformar a simplória premissa do clássico em algo totalmente diverso, trazendo novas percepções e sabendo lançar mão de simbolismos arquétipicos das psique e da sensualidade humanas. Vale muito a pena ver e rever, esta que talvez devesse ser considerada a melhor homenagem que um conto de fadas já recebeu.

E lembrem-se sempre da mais pura verdade: "..A língua mais doce tem os dentes mais afiados."


Karlos Junior

..Desde criança é natural do Rio de Janeiro, músico que pode ser visto por aí portando uma flauta, também é desenhista canhoto e blogueiro que gosta de Ciência, Ficção-Científica, Cinema, Quadrinhos e tenta praticar algum esporte enquanto corre atrás de ganhar a vida pela Internet..
Saiba como escrever na obvious.
version 2/s/Cinema// @destaque, @obvious //Karlos Junior