Rafaela Werdan

Apenas sinta.

Poeira

A feiura em nossa frente é poeira partida em milhares de pedaços. A beleza em nossos olhos é partida em milhares de piscadas.


Destaque.jpg

  • Pedaços de chão na poeira
  • Pedaços de pele na poeira
  • Pedaços de cor na poeira
  • Corpo em pedaços na poeira
  • No céu um espaço de poeira
  • Poeira do desgaste do inteiro
  • Poeira de estrelas vazias
  • De pó em pó, até a eira e beira
  • Na margem, o pó do mar, areia
  • Do pó do rio, nascera
  • Pó vermelho, terra inteira, poeira
  • Calor do deserto, poeira
  • Almoço de domingo, poeira
  • Fio de cabelo, poeira
  • Calça ou bermuda, poeira
  • Braços, carapaças, asas, poeira
  • Nas fronteiras continentais,
  • o nascer do sol nos mostra um horizonte brilhante
  • se desfazendo em poeira
  • A feiura em nossa frente,
  • é poeira partida em milhares de pedaços
  • A beleza em nossos olhos,
  • é partida em milhares de piscadas
  • Poeira de pé, é dança
  • Poeira deitada, lança
  • A cada passo, o ritmo avança, lança
  • Poeira livre só quer cair
  • Queda livre é música entrando nos corpos,
  • Com passos rápidos, poeira
  • O tempo é o insconsciente da poeira
  • Aquilo que ela não controla ou modifica, é só poeira
  • A matéria prima do que nos constitui não é objeto, adjetivo,
  • sujeito ou predicado, é apenas, poeira.


Rafaela Werdan

Apenas sinta..
Saiba como escrever na obvious.
version 4/s/literatura// @obvious, @obvioushp //Rafaela Werdan