entre.linhas

Entrelaçando as linhas do texto que nos (re)veste.

Rita L.M.

Quanto à escRITA, metade dela sou eu. Juntas seguimos, entrelaçando mensagens que (re)vestem vidas

Leitura X Literatura: as obras que o vestibulando precisa conhecer

Para o Vestibular 2016, a UNICAMP e a FUVEST estão com listas distintas. Fique ligado.


Leitura X Literatura - as obras que o vestibulando precisa conhecer (2).jpg

Não é no último ano do Ensino Médio ou apenas no Cursinho – muito menos no segundo semestre que antecede as principais provas – que o vestibulando precisa ler os clássicos solicitados tanto pela UNICAMP quanto pela FUVEST. A leitura literária deve estar sempre presente, criando momentos intensos com a arte das palavras.

Independentemente da prova, a literatura é um direito de todos e é para todos. Se os clássicos forem bem trabalhados nas escolas e nos cursinhos – não apenas por uma obrigação de cumprir conteúdo ou para gerar a famosa prova do livro -, haverá uma aproximação significativa dos jovens às obras.

Estudar o escritor; fazer intertextos com músicas, filmes, peças, pinturas, poemas e prosas; propiciar momentos de leitura dirigida; apresentar estratégias para adequação vocabular; convidar especialistas nas obras para uma palestra ou oficina são estratégias que tornarão o encontro do jovem com os clássicos bem mais agradável e de efetiva leitura.

O professor Antonio Candido – em seu ensaio O Direito à Literatura – disse: “ ...a literatura aparece claramente como manifestação universal de todos os homens em todos os tempos. Não há povo e não há homem que possam viver sem ela, isto é, sem a possibilidade de entrar em contato com alguma espécie de fabulação. Assim como todos sonham todas as noites, ninguém é capaz de passar as vinte e quatro horas do dia sem alguns momentos de entrega ao universo fabuloso. O sonho assegura durante o sono a presença indispensável desse universo, independentemente da nossa vontade. E durante a vigília a criação ficcional ou poética, que é a mola da literatura em todos os seus níveis e modalidades, está presente em cada um de nós, analfabeto ou erudito – como anedota, causo, história em quadrinho, noticiário policial, canção popular, moda de viola, samba carnavalesco. Ela se manifesta desde o devaneio amoroso ou econômico no ônibus até a atenção fixada na novela de televisão ou na leitura corrida de um romance.”

E é partindo desse pressuposto que pais e professores devem iniciar os estudos literários com os jovens; não porque farão uma prova, mas porque eles merecem o universo fabuloso.

Leitura X Literatura - as obras que o vestibulando precisa conhecer (1).jpg

Fique ligado:

Na lista da UNICAMP estão:

Poesia:

- Carlos Drummond de Andrade, Sentimento do Mundo

- Luís de Camões, Sonetos

Contos:

- Clarice Lispector, “Amor”, do livro Laços de Família

- Guimarães Rosa, “A hora e a vez de Augusto Matraga”, do livro Sagarana

- Monteiro Lobato, “Negrinha”, do livro Negrinha

Teatro:

- Osman Lins, Lisbela e o prisioneiro

Romance:

- Almeida Garret, Viagens na Minha Terra

- Aluísio Azevedo, O cortiço

- Jorge Amado, Capitães da Areia

- José de Alencar, Til

- Machado de Assis, Memórias Póstumas de Brás Cubas

- Mia Couto, Terra Sonâmbula

Na lista da FUVEST estão:

- Carlos Drummond de Andrade, Sentimento do Mundo

- Almeida Garret, Viagens na Minha Terra

- Aluísio Azevedo, O cortiço

- José de Alencar, Til

- Machado de Assis, Memórias Póstumas de Brás Cubas

- Jorge Amado, Capitães da Areia

- Graciliano Ramos, Vidas Secas

- Eça de Queirós, A Cidade e as Serras

- Manuel Antônio de Almeida, Memórias de um Sargento de Milícias


Rita L.M.

Quanto à escRITA, metade dela sou eu. Juntas seguimos, entrelaçando mensagens que (re)vestem vidas .
Saiba como escrever na obvious.
version 2/s/literatura// @destaque, @obvious //Rita L.M.