entre.linhas

Entrelaçando as linhas do texto que nos (re)veste.

Rita L.M.

Quanto à escRITA, metade dela sou eu. Juntas seguimos, entrelaçando mensagens que (re)vestem vidas

Eternamente Elis

Há 70 anos nascia Elis: mulher de um tipo inesquecível. Agora, no céu azul, brilha a grande estrela que mesmo ausente é tão presente.


as entre.linhas de Elis Regina (2).png

Aos dezesete dias do mês de março de mil, novecentos e quarenta e cinco, em Porto Alegre, nasceu Elis Regina Carvalho Costa.

Elis Regina.jpg

Nos primeiros anos escolares, conciliou os estudos com apresentações nas rádios gaúchas e as gravações dos primeiros álbuns. Sua primeira participação em um programa – Clube do Guri, na Rádio Farroupilha – foi aos 12 anos, alcançando uma trajetória de criança estrela.

Elis.jpg

Em 1958, lança com João Gilberto o disco 78 rotações, e com as canções Chega de Saudade (Tom Jobim e Vinicius de Moraes) e Bim Bom (João Gilberto) a Bossa Nova foi apresentada ao Brasil e ao Mundo.

Elis passou a ter o reconhecimento de sua grandeza com a coroação como Rainha do Disco Clube e, em 1962, lançou seu segundo LP: Poema de Amor. Na sequência, lança outros LPs: Ellis Regina e O Bem do Amor (1963) e Samba eu Canto Assim (1965).

as entre.linhas de Elis Regina (7).jpg

Em 1965 fez a estrela brilhar ainda mais: Elis venceu o I Festival de Música Popular Brasileira – com a canção Arrastão , de Edu Lobo e Vinícius de Moraes -, realizado pela TV Excelsior, e fez um show no Teatro Paramount juntamente com Jair Rodrigues , momento em que gravaram – ao vivo – o LP 2 na Bossa. Ainda em parceria com Jair, Elis estreou o programa semanal O Fino da Bossa, na TV Record, o qual ficou no ar por dois anos recebendo grandes e importantes nomes da música popular brasileira.

A partir de então, tornaram-se parceiros de Elis: Zimbo Trio, Edu Lobo, Vinicius de Moraes, Gilberto Gil e outros , firmando a cantora como intérprete primordial da música brasileira.

Em 1967, aos 22 anos, casou-se com o compositor e produtor musical Ronaldo Bôscoli e, em 1970, causou grande polêmica ao apresentar-se grávida de 7 meses na casa de Shows Canecão, no Rio de Janeiro. Nasceu , então, seu primogênito: João Marcello e, mais madura – tanto como mulher e cantora –, participou de vários projetos, entrando em uma nova fase de sua carreira.

as entre.linhas de Elis Regina (2).jpg

Após cinco anos com Bôscoli, o casamento chegou ao fim. Elis rompeu o contrato com a TV Globo e, também, se viu obrigada - pela ditadura militar - a se apresentar nas Olimpíadas do Exército e a gravar um comercial para a Semana da Pátria. Ainda em 1972, teve seu primeiro Show com Cesar Camargo Mariano; parceria que transformou definitivamente a carreira e a interpretação de Elis Regina; relação essa que resultou em casamento.

Entre 11 e 13 de maio de 1973, participou do Phono 73 com outros tantos nomes importantes da MPB; evento com viés político no contexto da ditadura militar. Já no ano seguinte, em Los Angeles (EUA), aconteceu a gravação do disco Elis & Tom e, depois de um intervalo de anos sem shows, Elis Regina e Tom Jobim se apresentaram novamente no Brasil.

Em 1975, mais fases brilhantes: o casal Elis e Mariano fundaram a produtora Trama; nasceu mais um filho - Pedro Camargo Mariano -; estreou o Show Falso Brilhante, e inaugurou um tipo inédito de show , o qual alcançou recordes de público e foi aclamado pela crítica.

Em 1977, nasceu Maria Rita Mariano, sua primeira filha e houve a estreia do Show Transversal do Tempo, em Porto Alegre, com direção de Aldir Blanc e Maurício Tapajós. Dois anos depois, foi sancionada a lei de anistia e - a cada regresso - a canção O bêbado e o equilibrista foi tocada , tornando-se o Hino da Anistia. Nesse mesmo ano, realizou um espetáculo memorável no festival de Montreux – Suiça – e, também, estreou o Show Elis, Essa Mulher.

as entre.linhas de Elis Regina (6).jpg

No início da década de 80, separou-se de Cesar Camargo Mariano, estreou o Show Trem Azul e começou um novo relacionamento com o advogado Samuel MacDowell. Em 19 de janeiro de 1982 – aos 36 anos – morreu na cidade de São Paulo devido a altas doses de cocaína e bebidas alcoólicas; fato que chocou a todos na época.

Elis Regina está inscrita na memória musical e é considerada a maior cantora brasileira de todos os tempos com a voz eleita a segunda melhor – superada apenas pela de Tim Maia – pela Revista Rolling Stone.

Simplesmente um eterno e verdadeiro ícone popular.

as entre.linhas de Elis Regina (1).png

“Ave Regina. / O Brasil é convosco. / E conosco a saudade daquela amizade que insiste em ficar. / Salve Elis cheia de graça. / E de tanto talento, que a cada momento as vozes de Pedro e Maria nos fazem lembrar. / Benditos os frutos do vosso ventre. / Parabéns para sempre.” Luiz Carlos Miele


Rita L.M.

Quanto à escRITA, metade dela sou eu. Juntas seguimos, entrelaçando mensagens que (re)vestem vidas .
Saiba como escrever na obvious.
version 2/s/musica// @destaque, @hplounge, @hp, @obvious, @obvioushp, @obvious_escolha_editor //Rita L.M.