esconderijo

Quando tudo é matéria e é sombra

Margarete MS

Eu tenho um coração um século atrasado.

Super-Heróis do Cotidiano

A série de fotografias "Superheroes", com um estilo documentarista e satírico, mostra homens e mulheres comuns em seus ambientes de trabalho em Nova York.


super15.jpg
Bernabe Mendez trabalha como limpador de janelas e recebe 500 dólares por mês.

Seguindo a mesma linha temática do fotógrafo francês Benjamin Béchet a série de fotografias "Superheroes", com um estilo documentarista e satírico, mostra homens e mulheres comuns em seus ambientes de trabalho em Nova York. Eles são imigrantes vestindo trajes de super-heróis com o objetivo de levantar questões sobre a definição de heroísmo.

super01.jpg
Minerva Valencia trabalha como babá e recebe 400 dólares por semana.

super02.jpg
Luis Hernadez trabalha com demolições e recebe 200 dólares por semana.

Os imigrantes sempre foram o sangue novo que injeta vitalidade para a cidade, mas o processo de aceitar esses recém-chegados na vida cotidiana leva tempo. A fotógrafa mexicana Dulce Pinzon tenta apresentá-los de uma forma criativa e positiva para elevar a consciência e o respeito.

"Quero continuar fotografando esses homens e mulheres que conseguem, de alguma forma corajosa e determinada, sem a ajuda de qualquer poder sobrenatural, suportar condições extremas de trabalho, a fim de ajudar as suas famílias e comunidades para sobreviver e prosperar." - Dulce Pinzon.

super04.jpg
Juventino Rosas trabalha em um mercado de peixes e recebe 400 dólares por semana.

super05.jpg
Federico Martinez trabalha como motorista de táxi e recebe 250 dólares por semana.

super07.jpg
Paulino Cardozo trabalha como entregador em uma quitanda e recebe 300 dólares por semana.

super08.jpg
Maria Luisa Romero trabalha em uma lavanderia e recebe 150 dólares por semana.

super09.jpg
Ernesto Mendez é gigolô na Times Square e recebe cerca de 200 dólares por semana.

super10.jpg
Adalberto Lara trabalhador da construção civil e recebe 350 dólares por semana.

super11.jpg
Sergio García trabalha como garçom e recebe 350 dólares por semana.

super12.jpg
Román Romero trabalha como supervisor e recebe 800 dólares por mês.

super13.jpg
Oscar Gonzalez trabalha como cozinheiro e recebe 350 dólares por semana.

super14.jpg
Noe Reyes trabalha como entregador e recebe 500 dólares por semana.

super16.jpg
Bolivar Abril trabalha como sorveteiro e recebe 250 dólares por semana.

super17.jpg
Roy Acosta é policial em Nova York e recebe 300 dólares por mês.

super18.jpg
Elizabeth e Enrique Alonso trabalham como garçons e recebem 400 dólares por semana.

super19.jpg
Jose Rosendo de Jesus é sindicalista em Nova Yorke recebe 700 dólares por mês.

super03.jpg
Alvaro Cruz é cozinheiro e corre com a equipe de Los Compadres. Recebe 300 dólares por mês.


Margarete MS

Eu tenho um coração um século atrasado..
Saiba como escrever na obvious.
version 1/s/Fotografia// @destaque, @obvious //Margarete MS