esferagráfica

anotações da criatividade humana

Rui Costa

Editor da WOM. Adoro a Humanidade e as coisas bonitas que ela produz. Vou anotando o que mais me agrada.

A paz submersa de Wayne Levin


A paz submersa de Wayne Levin

Wayne Levin é alguém que coloco numa categoria muito especial. A fotografia com que sinto ter-nos brindado transmite uma calma e beleza únicas. O silêncio submerso de cada enquadramento assinala a paz, simboliza uma serenidade difícil de explicar mas que a mim - e talvez a mais alguém - invoca sensações verdadeiramente especiais.

A paz submersa de Wayne Levin

O preto & branco que recorrentemente vemos nos seus trabalhos deixa espaço suficiente para respirar e imaginar.

Wayne nasceu em Los Angeles em 1945, ano do final da 2ª Grande Guerra. Em 1957 recebeu a sua primeira câmara, uma Brownie entregue pelas mão do seu pai e que vinha acompanhada de um kit de revelação. Foi o princípio de algo fantástico. Foi a adoção da fotografia enquanto paixão de uma vida e enquanto forma de habitar pacificamente este planeta.

A paz submersa de Wayne Levin

De resto, as imagens de Wayne dizem tudo o que precisa de saber. Há mais, mesmo muito mais, no site de Wayne Levin. Inspirador.

A paz submersa de Wayne Levin A paz submersa de Wayne Levin A paz submersa de Wayne Levin A paz submersa de Wayne Levin A paz submersa de Wayne Levin A paz submersa de Wayne Levin A paz submersa de Wayne Levin


Rui Costa

Editor da WOM. Adoro a Humanidade e as coisas bonitas que ela produz. Vou anotando o que mais me agrada..
Saiba como escrever na obvious.
version 1/s/fotografia// @destaque, @obvious //Rui Costa