esquina do Óbvio

Porque a genialidade está à esquina do óbvio

Gerson Avillez

Fotógrafo e homem da prática de letras nas horas vagas, teólogo e pedagogo por formação, filósofo autodidata e por vocação. Descendente direto do Tenente-General Jorge Avillez, portador da Síndrome de Aspeger, trabalhou em eventos culturais nas Lonas Culturais no Rio (2002) onde produziu e fotografou, tendo fotos publicadas em jornais do Rio de Janeiro. Posteriormente trabalhou na Rede Globo como fiscal de figuração pela agência MMCDI especialmente na novela Avenida Brasil (2012). Membro votante do Plano Estadual do Livro, Leitura, Literatura e Bibliotecas do Rio de Janeiro, membro número 1017 do CLFC (Clube de Leitores de Ficção Científica) e da Sal (Sociedade de Artes de São Gonçalo), tendo escrito artigos para a Revista Somnium, teve contos selecionados e publicados na Revista Litera, Primeiro Capítulo e é autor de destaque da Obvious Mag. Finalista de diversos concursos literários, tem 21 livros escritos e dois publicados, 'Adormecidos' (2011 - Ryoki Produções) e 'Síndrome Celestial' (2013 - Editora Multifoco).Convido-os a curtir minha página no facebook: www.facebook.com/Filoversismo

Deus e o Destino

Breve explicação sobre o destino e suposição de Deus.


Sabemos que as leis agem de modo, não necessariamente lógico, mas com sentido e por vezes obvialidade, vemos também, que algo em queda livre somente poderá cair, assim como a chuva na terra torna em lama, são previsões óbvias. Porém, coloquemos que não espacialmente, mas temporalmente, determinado objeto que o chamemos de ‘amuleto da sorte’, se assim preferir, encontra-se no futuro. Estamos nós no presente e naturalmente em pré-existência a caótica se verá obrigada e compelida a criar o caminho para este objeto ao ponto atual, que traduzindo-se independente do que ocorra terá de toca-lo, caso contrário será uma anulação as próprias leis físicas (‘Adormecidos: O Despertar de Hipnos’).

Assim como as percepções, as concepções de tridimensionalidade temporal estipulam versão muito mais abrangentes as dimensões conhecidas por nossas teorias em voga, especificamente pelo fato de que esta em 'passado', 'presente' e 'futuro' denotam apenas a igualmente limitada concepção de lugar-temporal comum como a ponto específico quando é muito mais abrangente a exemplo do passado infinito, para trás, e o futuro à frente, sendo limitado ao oscilantemente móvel presente a caminhar por tais ondas de infinitude pressuposta.

O hipotético filosófico da onipresença ou onisciência com precedentes escorados no quantum em suas vibrações literalmente multi-existenciais que traduzidas ao atemporal dando compreensão mais profunda do ‘ser e não ser’ existencial como lei do pensamento proposta por Russel - ser e estar são concepções que a despeito disto fomenta a condição do conhecimento da realidade, ora, ser é a sucessão constante do estar em somatório. Aqui a proposta teórica como a dos dois livros da série 'Adormecidos' de que algum artefato a vibrar multitemporalmente abre o leque de propostas existências e perceptivas em caso de interação pela mente.

destino.jpg

"Em poucas coisas no universo paira mais mistério que um paradoxo genuíno. Eles desafiam a lógica e nosso conhecimento comum do universo, nosso raciocínio parece embaralhar aborrecidamente, demonstram não a mera “contradição” das leis universais, mas algo que estranhamente as abrange numa manifestação singular, responsável pela criação do original comungado e autoa-alimentado assim tão intimamente com a teoria do caos e elementos aparentemente divergentes, mas servindo curiosamente de combustor o tornando auto-sustentável e assim existente por si só, ao contrário das contradições que seguem o caminho oposto, o da auto-anulação de sua afirmação. As contradições são falácias classificadas." Gerson Avillez - Versos & Reversos - Complexus & Consciência: A Ciência de um Peregrino

Naturalmente que estando sobre as concepções de termodinâmica, por fora, desta, não seguirá a lei comum, mesmo que o futuro perante nosso perceptivo se quer é fato (passado), pois não se tornou ato (presente) sendo deste modo não menos incomprovável se não compreensível – faze-se sentido sob todos aspectos, não lógica, por não ser possível teoricamente colocar tal objeto no futuro como ancora temporal para o destino e por isso sobrenatural – por ser a nós não mais que uma pré-visão onde escorasse justamente a premissa das profecias.

São justamente pela interação inteligente destas leis invisíveis e onipresentes que resulta a concepção de Deus, pois entende-se que destino é sobrenatural, e sobrenatural é milagre, e milagre no senso comum e popular é resultante da verdade de Deus nesta realidade. Mesmo ainda sendo pouco para provar sua existência, prova, entretanto, a mente ad legis que no mínimo sugere evidentemente o idealizador pensante, motivo pelo qual (sobre)naturalmente o autor acredita em Deus. Como tanto o visto, tais figurações podem ser representações deste: causa primária, metafísica, metaverso.

Trecho de 'A Sintese do Filoversismo'.

Querem conhecer o universo de Gerson Avillez? Curtam a página do Filoversismo no Facebook: www.facebook.com/Filoversismo


Gerson Avillez

Fotógrafo e homem da prática de letras nas horas vagas, teólogo e pedagogo por formação, filósofo autodidata e por vocação. Descendente direto do Tenente-General Jorge Avillez, portador da Síndrome de Aspeger, trabalhou em eventos culturais nas Lonas Culturais no Rio (2002) onde produziu e fotografou, tendo fotos publicadas em jornais do Rio de Janeiro. Posteriormente trabalhou na Rede Globo como fiscal de figuração pela agência MMCDI especialmente na novela Avenida Brasil (2012). Membro votante do Plano Estadual do Livro, Leitura, Literatura e Bibliotecas do Rio de Janeiro, membro número 1017 do CLFC (Clube de Leitores de Ficção Científica) e da Sal (Sociedade de Artes de São Gonçalo), tendo escrito artigos para a Revista Somnium, teve contos selecionados e publicados na Revista Litera, Primeiro Capítulo e é autor de destaque da Obvious Mag. Finalista de diversos concursos literários, tem 21 livros escritos e dois publicados, 'Adormecidos' (2011 - Ryoki Produções) e 'Síndrome Celestial' (2013 - Editora Multifoco).Convido-os a curtir minha página no facebook: www.facebook.com/Filoversismo.
Saiba como escrever na obvious.
version 1/s/// //Gerson Avillez