esquina do Óbvio

Porque a genialidade está à esquina do óbvio

Gerson Avillez

Fotógrafo e homem da prática de letras nas horas vagas, teólogo e pedagogo por formação, filósofo autodidata e por vocação. Descendente direto do Tenente-General Jorge Avillez, portador da Síndrome de Aspeger, trabalhou em eventos culturais nas Lonas Culturais no Rio (2002) onde produziu e fotografou, tendo fotos publicadas em jornais do Rio de Janeiro. Posteriormente trabalhou na Rede Globo como fiscal de figuração pela agência MMCDI especialmente na novela Avenida Brasil (2012). Membro votante do Plano Estadual do Livro, Leitura, Literatura e Bibliotecas do Rio de Janeiro, membro número 1017 do CLFC (Clube de Leitores de Ficção Científica) e da Sal (Sociedade de Artes de São Gonçalo), tendo escrito artigos para a Revista Somnium, teve contos selecionados e publicados na Revista Litera, Primeiro Capítulo e é autor de destaque da Obvious Mag. Finalista de diversos concursos literários, tem 21 livros escritos e dois publicados, 'Adormecidos' (2011 - Ryoki Produções) e 'Síndrome Celestial' (2013 - Editora Multifoco).Convido-os a curtir minha página no facebook: www.facebook.com/Filoversismo

FRONTEIRA DAS CORES

Breve reflexão sobre a realidade e as cores do mundo que nos cerca.


Quantas cores há no mundo? Qual o limite entre os seus mais variados tons? Notamos que se o computador é capaz de identificar mais cores que os olhos humanos identificam, significa que há limites igualmente identificáveis. Porém, quais são estes entre os 16 milhões de cores "vistas" pelo computador? Talvez não existam cores, talvez sim interpretações de tons mediantes a luminosidade. E estes tons são detertimados por formações de cadeias combinadas de moléculas, pigmentos, proteínas que vistas a olho "nu" ganhas as suas "cores". Do menor ao maior objeto existente a vibrar em nosso universo está a criar torções as luzes, torções estas que criam as variações a exemplo do prisma, o arco-íris e fenómenos similiares. Talvez todas as "cores" do mundo estejam contidas no arco-íris. Os televisores antigos conseguiam ser mais simples nisto. Sistemas como o Tecnocolor tinham apenas três cores para criar toda a diversidade de cores combinadas, o amarelo, verde e azul a provar que a verdadeira tecnologia é algum tipo de eco do nosso mundo natural. Porém, vou além em afirmar que talvez as cores possam ter proposições de variabilidade tanto interpretativa quanto binária, de modo mais simples, como exemplo não de uma dualidade do universo sendo na realidade combinativa, o belo pode demonstrar padrões não somente temporais-cognitivos como mais intreseco, afinal podemos identificar bons alimentos pelas cores. A realidade é apenas a fachada para a verdade, pois é resultante da mesma. Qual a sua cor favorita e sua relação psicológica? Talvez mesmo esta relação pode ter padrões desconhecidos a necessidades orgânicas ou cognitivas, pois como sabemos tanto as cores como os odores são resultados de combinações, assim perguntar sobre as cores é o mesmo que perguntar quantos odores há no mundo.

GISELLE MARTELLO.jpg

Querem conhecer o universo de Gerson Avillez? Curtam a página do Filoversismo no Facebook: www.facebook.com/Filoversismo


Gerson Avillez

Fotógrafo e homem da prática de letras nas horas vagas, teólogo e pedagogo por formação, filósofo autodidata e por vocação. Descendente direto do Tenente-General Jorge Avillez, portador da Síndrome de Aspeger, trabalhou em eventos culturais nas Lonas Culturais no Rio (2002) onde produziu e fotografou, tendo fotos publicadas em jornais do Rio de Janeiro. Posteriormente trabalhou na Rede Globo como fiscal de figuração pela agência MMCDI especialmente na novela Avenida Brasil (2012). Membro votante do Plano Estadual do Livro, Leitura, Literatura e Bibliotecas do Rio de Janeiro, membro número 1017 do CLFC (Clube de Leitores de Ficção Científica) e da Sal (Sociedade de Artes de São Gonçalo), tendo escrito artigos para a Revista Somnium, teve contos selecionados e publicados na Revista Litera, Primeiro Capítulo e é autor de destaque da Obvious Mag. Finalista de diversos concursos literários, tem 21 livros escritos e dois publicados, 'Adormecidos' (2011 - Ryoki Produções) e 'Síndrome Celestial' (2013 - Editora Multifoco).Convido-os a curtir minha página no facebook: www.facebook.com/Filoversismo.
Saiba como escrever na obvious.
version 1/s/// //Gerson Avillez