esquina do Óbvio

Porque a genialidade está à esquina do óbvio

Gerson Avillez

Fotógrafo e homem da prática de letras nas horas vagas, teólogo e pedagogo por formação, filósofo autodidata e por vocação. Descendente direto do Tenente-General Jorge Avillez, portador da Síndrome de Aspeger, trabalhou em eventos culturais nas Lonas Culturais no Rio (2002) onde produziu e fotografou, tendo fotos publicadas em jornais do Rio de Janeiro. Posteriormente trabalhou na Rede Globo como fiscal de figuração pela agência MMCDI especialmente na novela Avenida Brasil (2012). Membro votante do Plano Estadual do Livro, Leitura, Literatura e Bibliotecas do Rio de Janeiro, membro número 1017 do CLFC (Clube de Leitores de Ficção Científica) e da Sal (Sociedade de Artes de São Gonçalo), tendo escrito artigos para a Revista Somnium, teve contos selecionados e publicados na Revista Litera, Primeiro Capítulo e é autor de destaque da Obvious Mag. Finalista de diversos concursos literários, tem 21 livros escritos e dois publicados, 'Adormecidos' (2011 - Ryoki Produções) e 'Síndrome Celestial' (2013 - Editora Multifoco).Convido-os a curtir minha página no facebook: www.facebook.com/Filoversismo

A Matemática das emoções

Numa breve desertação apresenta-se um conceito prático de conhecimento emocional compreendendo que a o quociente emocional sendo parte integrante da inteligência pode levar tanto a distorções do entendimento como a percepções e compreensões superiores por um sentimento perdido.


A Matemática é um sistema de pensamento relacionado a concepção de compreensão do mundo visível e real que mediante o Filoversismo são as resultantes de causas iniciais, pré-existentes ou metafísicas inatingíveis pelo mesmo por ser essencialmente de singularidades. Assim compreendo que a matemática segue um curso apenas de entendimento a resultante destas verdades insondáveis entra o conceito que rompem medidas pois a matemática essencialmente o é. A exemplo do cálculo de singularidades no livro 'Síndrome Celestial' assim como de números e tempos imaginários tangem próximos a uma ciência que poderia compreender resultantes em sua fonte original e consequentemente uma compreensão sobre a caótica e até mesmo o destino a exemplo da teoria da 'Ancora do Tempo' que demonstra que para isso essencialmente é necessário romper a realidade comum a dimensões temporais e espaciais fora da nossa. Isso se daria evidentemente com um pensamento não somente não linear como a compreender um universo em múltiplas dimensões. Nosso cérebro acostumado as três limitadas dimensões espaciais e uma temporal linear teria de lidar com uma expansão de consciência que necessitaria essencialmente "sentir" esse multiverso invisível para nós (concepção do Sentido Perdido) por meio de paradoxos num conhecimento mais aproximado a dos sonhos que da cognição desperta e assim uma psicosofia ('Adormecidos: Réquiem dos deuses'). Para isso uma "matemática" procuraria interpretar dos emoções e suas combinações consequentes assim como as que levam a maldade como os exemplos abaixo:

Cinismo (Diferença + acepção = discriminação) + exclusão = marginalização

Discriminação + cinismo (Ganância + amoralidade = furto) x obstinação = maldade e injustiça

Verdade + Mentira = contrariedade

Conhecimento + Imaginação consciente (reflexão) = Criatividade

Razão + Sentimento (empatia x reflexão) = Consciência

Egoismo + razão = Psicopatia

Ideias + atitudes + normas = realidade

Informação + percepção = memorizar + sentir = compreensão

Diferença + Respeito = Individualidade

sentimento.jpg

Obviamente que os conceitos de lógica e ilógica são suprimidos por uma concepção prática de sentido substancial pois subentende-se que assim como a lógica e o egoismo levam a psicopatia, e consequentemente ao mau, essas são más.

Nota-se que alguns pensamentos sempre apenas rodearam uma verdade inatingível plenamente pela compreensão que é resultado do conhecimento sentido, ou seja, a ganância, por exemplo, leva apenas a uma visão egoísta de seus objetivos distorcendo a verdade do alvo. Evidentemente que creio que assim como no livro 'Neuroversus' existam muitos outros sentimentos e emoções nunca registrados, entre eles o sentido perdido que daria a compreensão do infinito e de múltiplas dimensões. Nota-se igualmente que a soma de emoções combinadas sempre resultam em compreensões errôneas ou corretas e consequentemente equivalentes atitudes a exemplo do que o autor passa pelos maus.


Gerson Avillez

Fotógrafo e homem da prática de letras nas horas vagas, teólogo e pedagogo por formação, filósofo autodidata e por vocação. Descendente direto do Tenente-General Jorge Avillez, portador da Síndrome de Aspeger, trabalhou em eventos culturais nas Lonas Culturais no Rio (2002) onde produziu e fotografou, tendo fotos publicadas em jornais do Rio de Janeiro. Posteriormente trabalhou na Rede Globo como fiscal de figuração pela agência MMCDI especialmente na novela Avenida Brasil (2012). Membro votante do Plano Estadual do Livro, Leitura, Literatura e Bibliotecas do Rio de Janeiro, membro número 1017 do CLFC (Clube de Leitores de Ficção Científica) e da Sal (Sociedade de Artes de São Gonçalo), tendo escrito artigos para a Revista Somnium, teve contos selecionados e publicados na Revista Litera, Primeiro Capítulo e é autor de destaque da Obvious Mag. Finalista de diversos concursos literários, tem 21 livros escritos e dois publicados, 'Adormecidos' (2011 - Ryoki Produções) e 'Síndrome Celestial' (2013 - Editora Multifoco).Convido-os a curtir minha página no facebook: www.facebook.com/Filoversismo.
Saiba como escrever na obvious.
version 1/s/recortes// //Gerson Avillez