esquina do Óbvio

Porque a genialidade está à esquina do óbvio

Gerson Avillez

Fotógrafo, autor, teólogo, filósofo e pedagogo por formação. Portador da Síndrome de Aspeger com superdotação (Qi 163), trabalhou em eventos culturais nas Lonas Culturais no Rio (2002) onde produziu e fotografou, com fotos publicadas em jornais cariocas. Posteriormente trabalhou na Globo como fiscal de figuração pela agência MMCDI na novela Avenida Brasil (2012). Membro votante do Plano Estadual do Livro, Leitura,Literatura e Bibliotecas do Rio de Janeiro, membro do CLFC (Clube de Leitores de Ficção Científica) e da Sal (Sociedade de Artes de São Gonçalo), escreveu artigos para a Revista Somnium, teve 35 contos selecionados e publicados na Revista Litera Livre, site Maldohorror, Primeiro Capítulo, Conexão Literatura, Creepypasta Brasil nas antologias Arte do Terror, Mirage, Nemephile, assim como autor da semana com artigos de destaque na Obvious Mag. Finalista de diversos concursos literários. Tem 27 livros escritos e dois publicados, 'Adormecidos' (2011 - Ryoki Produções) e 'Síndrome Celestial' (2013 - Ed. Multifoco). Convido-os a curtir minha página no facebook: www.facebook.com/Filoversismo

A Pós-Verdade e o Fim da Razão


Assim como sabemos de Deus pelo que por ele fora criado, assim sentimos a presença de um autor pela influência de sua criação sobre tanto mais. A tudo pelo qual conhecemos por suas obras, mesmo a diferença entre o Sol e um buraco negro é que o Sol faz orbitar o que ilumina, o buraco negro invisível devora o que se aproxima! Ora, o oculto do que atrai depois trai e faz ser parte dele em igual oculto. Consiste na armadilha o fato de que sendo ignorada sua possibilidade assim ela se consolide, o engano e atração muitas vezes são associadas, pois o saber de sua existência a inválida.

crianca-apontando-desenho-na-parede.jpg

Mesmo no vago paira o vazio que anseia ser preenchido, do oco no obscuro, tenciona aspirações dúbios e débeis a sociedade, mas como dos predadores das savanas que se camuflam afim de tragar presas. O conceito do Enigma da Esfinge carrega o mesmo germe convocando que para sobreviver a esta tem que decifra-la tal como descobrir a armadilha para evita-la, "Decifra-me ou te devoro" conjura ao incauto descobrir como deixar de ser presa. Tal como a mágica que consiste num jogo de mostrar apenas o que desejam que se veja leva ao conceito de ilusão do qual não por menos denota o termo ilusionismo como arte do engano. O mesmo podemos dizer assim da pós-verdade que ascende sobre nós como a maior crise de valores jamais enfrentada pela humanidade onde a verdade e consequentemente o certo e errado tendem a serem derribados tal como todos limites e valores ao conjurar apenas um niilismo de torpeza.

Definições+de+Pensamento+Mágico.jpg

Apenas a ética sabe a responsabilidade moral e histórica que tem, mas quando as aspirações lhe são opostas os resultados históricos normalmente sempre são conhecidos, ainda que a posteori. Pois o mesmo que se oculta muitas vezes sob o ambíguo como camuflagem do questionável moralmente ou eticamente condenável, pois ao derribar fronteiras inclusive semântica demonstra-se apenas como aval a ilimitação ética e moral em imposição de determinada subjetividade, dominante.

0_XsXUKsJA55At94Y5.png

A imposição da subjetividade é um subproduto da pós-verdade que parece apenas promover uma esquizofrenia moral arraigada num pensamento mágico como a do nazismo. Ao invés de buscar fazer uma crítica a realidade, passa tentar impor o que é a realidade contra os fatos. Uma coisa é você ser o que seu direito permite, outra e dissociar a realidade o que é base da loucura. Por isso coisas como janela de overton, pensamento mágico, esquizofrenia moral tem vínculos e relações com a pós-verdade, a própria fonte de fake news e hoax se tornam indistintas. A queda das definições no rompimento generalizado de fronteiras assim exacerbam limites éticos, morais e até legais.

sdjghsdigkj.jpg


Gerson Avillez

Fotógrafo, autor, teólogo, filósofo e pedagogo por formação. Portador da Síndrome de Aspeger com superdotação (Qi 163), trabalhou em eventos culturais nas Lonas Culturais no Rio (2002) onde produziu e fotografou, com fotos publicadas em jornais cariocas. Posteriormente trabalhou na Globo como fiscal de figuração pela agência MMCDI na novela Avenida Brasil (2012). Membro votante do Plano Estadual do Livro, Leitura,Literatura e Bibliotecas do Rio de Janeiro, membro do CLFC (Clube de Leitores de Ficção Científica) e da Sal (Sociedade de Artes de São Gonçalo), escreveu artigos para a Revista Somnium, teve 35 contos selecionados e publicados na Revista Litera Livre, site Maldohorror, Primeiro Capítulo, Conexão Literatura, Creepypasta Brasil nas antologias Arte do Terror, Mirage, Nemephile, assim como autor da semana com artigos de destaque na Obvious Mag. Finalista de diversos concursos literários. Tem 27 livros escritos e dois publicados, 'Adormecidos' (2011 - Ryoki Produções) e 'Síndrome Celestial' (2013 - Ed. Multifoco). Convido-os a curtir minha página no facebook: www.facebook.com/Filoversismo.
Saiba como escrever na obvious.
version 1/s/sociedade// @obvious, @obvioushp //Gerson Avillez