faíscas

Do simples ao complexo, do real ao abstrato e umas faíscas de ideias.

Jonas Sakamoto

Jonas Sakamoto é descendente da Terra Nipônica, graduando em Jornalismo, guitarrista, cinéfilo, apaixonado por música e fotografia. Ás vezes viajante, mas segue a vida 'paciente, confiante, intuitivo'

TRON e o Daft Punk: Uma trilha visceral

O filme Tron - O Legado lançado em 2010, é meio que a continuação de um filme aclamado da década de 80, Tron: A Odisséia Eletrônica. Com bastante luz, cores frias, um futuro próximo e ideais possíveis em uma ficção que parece com certos aspectos reais, o filme conta também com uma trilha sonora rica e que casa perfeitamente bem com a ideia do filme. Uma trilha sombria, psicodélica e futurista que têm como responsáveis por parte deste ar virtual, o Daft Punk, uma dupla francesa que produz um som visceral que reflete bastante esta gama tecnológica mostrada no filme.


Thumbnail image for Thumbnail image for Thumbnail image for daft_punk_tron_by_fuckiller-d366dh7.jpgQuem é cinéfilo, curte bons filmes ou simplesmente não assiste o filme por assistir sabe que a combinação de vários elementos bem executados como fotografia, iluminação, enredo, ângulos, trilha, efeitos e entre outros é extremamente importante para que a sétima arte tenha uma ótima finalização. Afinal, filme bom a gente assiste várias vezes, não reclama, desgusta e rende bons papos nos butecos da vida. E um dos filmes que casa perfeitamente alguns desses elementos é Tron: O Legado. Tanto a temática, quanto o visual e o tom do filme casou de forma brilhante com o que a dupla do Daft Punk já produziu, e para eles, mergulhar neste projeto foi um ótimo presente e resultou em um material digno de ser apreciado.

O Daft Punk é formado pela dupla francesa Guy-Manuel de Homem-Christo e Thomas Bangalter. O som que é produzido por eles ganhou reconhecimento na década de 90, em que eles foram pioneiros no gênero House. Nos seus álbuns, é possível ver um amadurecimento e mistura de vários elementos, o que torna o som deles peculinar, moderno e psicodélico. Seus shows são marcados pela sicronia de performace e música, além de aspectos modernos e roupas futuristas. Tudo isso regado à temática que são trabalhadas através de composições e melodias que consequentemente nos leva para lugares transcedentais e viagens pelas nuances da nossa imaginação.

23031_Derezzed.jpgCena do filme em que o Daft Punk aparece

Tron - O Legado, é a continuação de Tron - A Odisséia Eletrônica, em que mostra um sistema perfeito chamado A Grade, criado por Kevin Flynn, seu clone digital chamado CLU e programa Tron. Mas CLU se volta contra Kevin e destrói todos os ISOs, uma espécie que nasceu no mundo virtual e que é capaz se materializar no mundo real. CLU consegue trazer o filho de Kevin, Sam Flynn para dentro da grade, o que ocasiona uma série de eventos. O filme tem uma gama tecnológica bastante rica, sombria e futurista, em que batalha de discos e motos acontecem entre Usuários e Programas. É um enredo que deixa alguma pontas, e levanta teorias sobre uma possível continuação a partir da segunda parte do filme.

Mas voltando, a trilha sonora produzida pelo Daft Punk - que inclusive aparece no filme - e o maestro Joseph Trapanese, juntamente com uma orquestra de 85 músicos, é digna de ser apreciada não somente pelos fãs de músicas eletrônica e clássica, mas sim por aqueles que buscam algo até novo e avassalador. O fato do filme já apresentar um aspecto tecnológico o Daft Punk não teve maiores dificuldades de criar sua aura, mas ao casar com itens de instrumentos clássicos resultou em algo que faz jus ao enredo e trama do filme. O resultado pode ser apreciado na Trilha Sonora Original do filme, são 22 duas faixas que fazem você saltar para um nível viajante de imaginação. Além da trilha original, vários edições, músicas B-sides e faixas exclusivas foram lançadas, o que resultou em um sucesso aclamado e um resultado satisfatório para os fãs tanto do filme, da banda e da crítica.

A trilha possui elementos de ambos os estilos, tanto na música clássica, quanto na música eletrônica. Resultado disto é um som peculiar e bem alinhado, em que é notável um alinhamento em ambos os lados, buscando sempre levar algo inovador para dentro do filme, além da própria história. Vale lembra que elementos como estes são bastante evidenciados neste ramo da Cultura Pop, basta ouvir por exemplo a trilha da trilogia Matrix, em que o DJ Juno Reactor soube captar a maestria do que é abordado nos filmes, coisa semelhante ao que o Daft Punk produziu para Tron.

Confira a trilha completa abaixo:


Jonas Sakamoto

Jonas Sakamoto é descendente da Terra Nipônica, graduando em Jornalismo, guitarrista, cinéfilo, apaixonado por música e fotografia. Ás vezes viajante, mas segue a vida 'paciente, confiante, intuitivo'.
Saiba como escrever na obvious.

deixe o seu comentário

Os comentários a este artigo são da exclusiva responsabilidade dos seus autores e não veiculam a opinião do autor do artigo sobre as matérias em questão.

comments powered by Disqus
version 1/s/Música// //Jonas Sakamoto