faíscas

Do simples ao complexo, do real ao abstrato e umas faíscas de ideias.

Jonas Sakamoto

Jonas Sakamoto é descendente da Terra Nipônica, graduando em Jornalismo, guitarrista, cinéfilo, apaixonado por música e fotografia. Ás vezes viajante, mas segue a vida 'paciente, confiante, intuitivo'

Top 5: Músicas para o fim do mundo

Se segundo a profecia Maia o mundo acaba em 2012 nós realmente não sabemos, até porque ninguém sabe com precisão do que as escrituras das pirâmides presentes no México querem dizer. Mas se o mundo acabar ou não, que tal uma lista para apreciar este possível momento de maneira mais peculiar?


Banda Clanadonia / Foto por thechevaliereBanda Clanadonia / Foto por thechevaliere

Do rock 'n' roll ao dubstep, imagine "curtir" o fim do mundo por meio de suas nuances.

5º lugar:

Um dos ícones da música Grunge, o Pearl Jam é uma banda que arrebatou uma legião de fãs desta vertente que foi significativa na década de 90. Uma música suja, com letras que envolvem uma reflexão e estilo que era demostrado em cima do palco, o grupo conquistou fãs com músicas como Black, Last Kiss, Jeremy, Alive, Better Man, entre outros. Como ligar isso um cenário de fim de mundo? É simples, basta ouvir e/ou ver uma das músicas de maior sucesso do grupo, chamada Do The Evolution:

Alguma semelhança com o nosso dia a dia?

4º lugar:

Uma banda que inspirou gerações e foi capaz de produzir uma música e molde do rock 'n' roll inovador na década de 70, o Led Zeppelin fez sucessos com Immigrant Song, Stairway To Heaven, Moby Dick, Black Dog, Heartbreaker, Since I've Been Loving You, Dazed And Confused, Rock and Roll, Whole Lotta Love, entre outros. Certamente é responsável por grande parte do que viria ser o rock em escala mundial posteriomente. E para curtir a vibe desta banda em meio a um caos apocalíptico nada melhor que ao som de Kashmir:

3º lugar:

Passeando por um som mais moderno podemos nos deparar com uma banda chamada Deftones, um grupo que chama bastante atenção por unir um instrumental pesado com uma voz calma e serena do seu vocalista Chino Moreno. Ouvir Deftones e ter a sensação que o podemos ir a qualquer lugar que quisermos com a nossa imaginação, e algumas músicas que passam exatamente esta sensação são Knife Prty, Be Quiet And Drive, Beauty School, Sextape, Diamond Eyes, Cherry Waves, Kimdracula e Pink Cellphone e Minerva que você pode conferir agora:

2º lugar:

Eles que já têm mais de 20 anos de carreria e peça fundamental no estilo Thrash Metal, o Metallica surgiu com o intuito de levar um som rápido, nervoso e pesado. Álbuns como o Kill 'Em All, Ride The Lightning, Master Of Puppets, All Justice For All... e o Black Album arrebataram literalmente fãs por todo planeta. A interação, gás e performace fazem do Metallica uma verdadeira lenda viva e claro que não poderia ficar de fora desta lista pós-apocalíptica com o som nervoso de Battery.

1º lugar:

O Dubstep é um gênero de música eletrônica surgido no sul de Londres, Inglaterra, no início da década de 2000. Se caracteriza por ser uma música instrumental eletrônica com influências das texturas e ritmos digitais do Dub dos anos 1980 e do ritmo urbano 2-step. Se diferencia do grime, bassline e grindie por geralmente não apresentar vocais ou rapping (via Wikipédia). E um dos nomes deste gênero é um DJ chamado Skrillex, nome este que de uns anos pra cá vem ganhando bastante destaque na cena mundial de música eletrônica. Skrillex já fez parcerias com Korn, Damian 'Jr Gong' Marley, Sirah, etc, procurando sempre deixar sua pegada, o DJ investe em batidas pesadas e efeitos. Mas voltando ao gancho sobre uma música para o fim do mundo, várias músicas do Skrillex se encaixariam com isso, mas tem uma que reflete perfeitamente com o tema e para que tudo se opera em um caos ordenado e o mundo acabando magnificamente em câmera lenta, apresento-lhes First Of The Year (Equinox):

Agora imagine ouvir uma dessas músicas e tudo a sua volta acontecendo como uma orquestra da destruição, caos e o melhor, super slow motion. So enjoy it!


Jonas Sakamoto

Jonas Sakamoto é descendente da Terra Nipônica, graduando em Jornalismo, guitarrista, cinéfilo, apaixonado por música e fotografia. Ás vezes viajante, mas segue a vida 'paciente, confiante, intuitivo'.
Saiba como escrever na obvious.
version 1/s/Música// @destaque, @obvious //Jonas Sakamoto