faíscas

Do simples ao complexo, do real ao abstrato e umas faíscas de ideias.

Jonas Sakamoto

Jonas Sakamoto é descendente da Terra Nipônica, graduando em Jornalismo, guitarrista, cinéfilo, apaixonado por música e fotografia. Ás vezes viajante, mas segue a vida 'paciente, confiante, intuitivo'

A trama elaborada da série de Hannibal

A série que tem como base contar a história do brilhante psiquiatra Dr. Hannibal Lecter, vem se mostrando de maneira interessante, em que sua trama passeia entre um jogo de mentes e os devaneios do ser humano em meio ao emaranhado de emoções. Uma boa dose de mistério e suspense ao melhor estilo Hitchcock.


hannibal1.gifGif: Reprodução Tumblr / NBCHannibal

Com base nos livros de Thomas Harris, a série acompanha o agente do FBI Will Graham (Hugh Dancy) conforme ele tenta resolver uma série de assassinatos com a ajuda do psiquiatra canibal Dr. Lecter (Mads Mikkelsen). A trama, que explora a vida de Hannibal antes da prisão, mostrará, segundo o diretor da série, um Hannibal mais feliz, não abordando-o como um vilão.

A história é rica em detalhes e artifícios interessantes como Timelapses para contar transição de tempo, uma trilha que alimenta o clima de suspense, efeitos pontuais, fotografia sombria, atuações dignas e diálogos ricos que alimentam a trama e fazem do seriado um entretenimento completo.

embrace.jpg'Embrace the madness' (Foto: Divulgação)

A ideia de colocar ‘herói’ e ‘vilão’ face a face, torna o contexto e desenrolar da história recheada com um ar de que falta apenas uma faísca para explodir um galão de gasolina, colocando-os em situações de quase explodir a mente, faceta esta que lembra muito o cultuado anime Death Note. Além disto, o argumento da série foca na história do Dr. Lecter como um personagem mais feliz, com a possibilidade de fazer amigos e, em certos momentos, como uma figura de anti-herói. E Will como um personagem que está à beira de um colapso mental, mas que detém uma habilidade única de entender as cenas dos crimes, como tudo aconteceu e o que possivelmente motivou os assassinos. Tudo isto com um viés psicológico sempre presente e um tanto, intenso.

Sobre o elenco, vale destacar a atuação quase impecável do ator Mads Mikkelsen como Dr. Lecter, em que ele encarna o ar sarcástico, inteligente e misterioso do personagem, Hugh Dancy, que retrata um personagem que briga com a realidade e a fantasia, a presença da dupla Laurence Fishburne e Caroline Dhavernas, ele com a responsabilidade de desvendar os crimes, vida pessoal e culpa, e ela que passeia na linha tênue de estudar a mente de Will Graham ou dar espaço para um ar mais emocional (sem spoiler, claro!). E uma equipe de investigadores que lembram os da série CSI, mas que têm papel importante para entender mais como aconteceu cada crime.

Hannibal2.jpgFoto: Divulgação

A série, exibida pelo canal NBC, não fez um episódio piloto - como é de costume entre emissoras e roteiristas -, mas sim recebeu a encomenda de 13 episódios para a primeira temporada. Com boa recepção pela crítica, a primeira temporada chegou tímida, mas cativou fãs e promete retomar sua energia e suspense na segunda temporada que estreia no dia 28 de fevereiro. Com todos esses elementos, já dá para ter uma ideia do que vêm por aí:

Por fim, poderia ressaltar mais detalhadamente do que a série se trata e por que no título do post tem a palavra 'elaborada', mas isso deixo à cargo de vocês ao se debruçarem aos braços do canibal mais famoso do mundo da Cultura Pop e sua fome por carne humana. A ideia aqui é justamente dar uma dica e, quem sabe, render um bom papo sobre esta série.

Boa sessão!


Jonas Sakamoto

Jonas Sakamoto é descendente da Terra Nipônica, graduando em Jornalismo, guitarrista, cinéfilo, apaixonado por música e fotografia. Ás vezes viajante, mas segue a vida 'paciente, confiante, intuitivo'.
Saiba como escrever na obvious.

deixe o seu comentário

Os comentários a este artigo são da exclusiva responsabilidade dos seus autores e não veiculam a opinião do autor do artigo sobre as matérias em questão.

comments powered by Disqus
version 1/s/recortes// @destaque, @obvious //Jonas Sakamoto