Eunice Pimentel

Mistério


gran_abismo1.jpg

Misterioso olhar me cerca… Olho para o lado e nada vejo Rodeia-me um espírito de branco, Preenche-me a alma de desejo. Torno a olhar… Sinto-me profundamente bem Por ver o que a alma não tem Por não olhar o que quero aniquilar Uma sombra… Veste a parede branca… O negro na branca parede … A quem pertence? De quem será? “vai-te embora! Não te quero ver!” A sombra persegue… O que olha ela? O que mede? Um abismo. E tem rede? Não?! Quem lá vai cair? Será que tem medo? Vai morrer… Quem, ó sombra? Não, não vás embora! Não agora… Diz-me, sou eu? Será minha a sorte de encontrar a morte?


version 2/s/poesia// //Eunice Pimentel