gameirianas

mais sobre comunicação, redes sociais, tecnologia, cultura e política (quase tudo?)

Alexandre Gameiro

Comuniqueiro (meia boca), curioso (d+), criativo (pelo menos eu acho), cinéfilo (de carteirinha) e escritor (em breve, de livros também)!

Futuro... que futuro? Asimo, carro robô e outras engenhocas que já estão circulando por aí

O futuro não é mais como era antigamente, diria Renato Russo. E sabe que eu concordo com ele? Aliás, as coisas que antigamente só víamos em filmes, e na ficção de maneira geral, hoje já estão circulando por aí. Confira algumas.


johnnycab.png

Ao longo de 2011 fui colecionando em minha timeline no twitter várias notícias sobre novidades tecnológicas que estão saindo da ficção (cinema, TV, literatura) e se tornando uma incrível realidade. Resolvi então, neste meu primeiro texto internético de 2012, revisitar três das que mais me chamaram a atenção.

Não por acaso, as obras de ficção científica (ou aparentadas) estão na origem dos apetrechos. Jetsons, tudo do Isaac Asimov, De Volta Para o Futuro e tantas outras que imaginaram um futuro que nos está sendo entregue a cada dia deste novo milênio.

E muitas vezes dos lugares mais improváveis, como os carros robôs que o Google (isso mesmo, GOOGLE) tem desenvolvido. Segundo notícias veiculadas nos Estados Unidos, os carros já teriam andado mais de 140 mil milhas com pouquíssima necessidade de intervenção humana. Eles desenvolvem o Johnny Cab para uso próprio e (im)pessoal no Street View, mas quem disse que eles não podem espalhar essa tecnologia por aí? Aliás, você deve ter visto isso nos filmes Eu, Robô (adaptação de Asimov) e Vingador do Futuro (com Schwarzzenegger), entre outros filmes.

Viseira 3D -- tela de cinema de 720 polegadas

De lugares mais prováveis (Japão/empresas de tecnologia japonesas), temos outras duas engenhocas. Uma é esta viseira de 420 gramas (aí em cima) que transmite imagens OLED em alta definição, simulando uma tela de 750 polegadas a uma distância de 20 metros. Marty McFly Jr. estaria babando por uma dessas à mesa de jantar.

A outra é o (quase) simpático Asimo, robô (quase) humanoide que simplesmente me deixou maravilhado com a velocidade na qual a robótica tem avançado nos últimos anos. É simplesmente de cair o queixo ver a última versão do "bichinho" correndo (até 9 km/h -- mais que o Robocop), pulando em um pé só ou desrrosqueando uma tampa. Em que pese a divulgação da notícia de que ele seria usado na usina nuclear de Fukushima, não há como não lembrar da boa e velha Rose -- a empregada doméstica com a qual todos sonhamos e que, em breve, poderá se tornar realidade num lar perto de você.

Asimo em ação -- quase me sinto morando com os Jetsons

Claro, teve um monte de outras coisas legais, como as adaptações do Kinect, hologramas 3D no melhor estilo Guerra nas estrelas (se bem que incipientes), olhos biônicos (na verdade, lentes de contato) e por aí vai... Mas isso são assuntos para outros textos.


Alexandre Gameiro

Comuniqueiro (meia boca), curioso (d+), criativo (pelo menos eu acho), cinéfilo (de carteirinha) e escritor (em breve, de livros também)!.
Saiba como escrever na obvious.

deixe o seu comentário

Os comentários a este artigo são da exclusiva responsabilidade dos seus autores e não veiculam a opinião do autor do artigo sobre as matérias em questão.

comments powered by Disqus
version 2/s/tecnologia// //Alexandre Gameiro