Vinicius Siqueira

Fascista desde criancinha

O Assustador Em Poucos Minutos

Nem tudo que assusta precisa ter grito ou sangue. Estes são dois exemplos de como o mais simples pode te levar à outro mundo... Infelizmente, um mundo cruel e assustador!


O que é assustador?

O que é assustar?

Nosso mundo de incerteza não nos dá muitas brechas para nos segurarmos em alguma grade. Tudo parece que vai se desmoronar, tudo que é sólido desmancha no ar. É claro que o medo se prolifera de diversas maneiras, entretanto, é surreal imaginar que coisas tão simples podem ser tão assustadoras.

Yves de La Taille uma vez falou que, antigamente, quando estávamos numa estrada e víamos uma pessoa, pensávamos "Poxa, que bom! Uma pessoa!". Tínhamos medo de fantasmas, lobisomens e etc. Hoje, quando estamos numa estrada e vemos uma pessoa, pensamos "Droga, uma pessoa!". A insegurança é clara e total.

Abaixo, são dois vídeos, o primeiro é o Suicide Mouse, a gravaçãozinha de um Mickey triste, deprimido, em preto e branco, andando por um mundo frio e gélido, uma repetição quase que infinita de 6 prédios, até que, num dado momento, uma música entristecida tocada ao piano reverbera no fundo. Ouvimos cada tecla como se fosse o dedo gelado da morte tocando nossa nuca até que as imagens entram nesse jogo fúnebre e, de repente, percebemos que o vídeo já não é mais nada parecido com um Mickey comum.

maxresdefault (1).jpg

Reza a lenda que Walt Disney se culpava pela morte de sua mãe, era um rapaz depressivo e, após estudos em ocultismo, decidiu realizar um ritual para se comunicar com ela. Este vídeo era parte do ritual.

Já o segundo vídeo é Mereana Mordegard Glesgorv. Uma imagem fixa de um rapaz que olha sem parar para você. No fim do vídeo há a surpresa, mas ela só te leva a outro patamar de medo se o vídeo te envolveu desde o início.

maxresdefault.jpg

Aqui o primeiro:

Agora o segundo:

Falando um pouco sério:

Há uma teoria básica de que, na sociedade do espetáculo, quando a imagem toma conta das relações sociais, o que importa é a enunciação, não mais o enunciado. A verdade da enunciação toma a importância do enunciado.

Esses dois vídeos são, no meu ver, dois exemplos perfeitos! Afinal, eles são PURA enunciação. O efeito está na enunciação. São dois vídeos fantásticos! Enigmáticos, potentes e sombrios!


Vinicius Siqueira

Fascista desde criancinha .
Saiba como escrever na obvious.
version 2/s/recortes// @destaque, @obvious //Vinicius Siqueira