horizonte distante

cinema, música e tudo aquilo que se pode avistar

Guilherme Moreira Jr.

Um inquieto sobre o viver e o estar. No cinema, na música ou em qualquer outra janela. Cidadão do mundo com raízes no Rio de Janeiro.

Don Ramón

Porque nem mesmo o tempo pode apagar o radiante estado de alegria que ele despertou em todos nós.


seu-madruga-chavez-2.jpg

Ramón Gómez Valdés y Castillo, ou apenas Ramón Valdés, mas se você ainda não reconhece este nome, pode chamá-lo simplesmente de Seu Madruga, Tripa Seca, Racha Cuca, Alma Negra, Mão Negra, Abominável Homem das Neves e tantos outros personagens imortalizados por um dos maiores nomes do México.

Hoje, 09/08, completam-se 26 anos do falecimento de um conjunto de personagens que nos deixou órfãos. Dos seus risos caricatos, da sua cara carrancuda e de seus incontáveis ditados sobre a sabedoria humana, um homem a deixar eternas saudades.

650105.jpg

No auge do sucesso do seriado Chaves, Seu Madruga levou desaforos, tapas monumentais da Dona Florinda, e ainda assim, mantinha o seu sorriso de cheetah do Tarzan intacto. Ele amou a vizinha que adorava homens feios enquanto fugia das investidas da Bruxa do 71. Ele passou quatorze meses sem pagar aluguel e mesmo com as constantes ameaças do Senhor Barriga, perdurou. Foi jornaleiro, barbeiro, vendedor do churros, agenciador de talentos e até mesmo, boxeador nos tempos da juventude. Nenhum trabalho era o suficiente para ele, porque no fundo, “Não existe trabalho ruim. O ruim é ter que trabalhar.”

Sseumadruga90anosaniversarioCAPA.jpg

Seu Madruga transmitiu lições além dos livros de escola – ele também deu aulas enquanto o Professor Girafales cortejava Dona Florinda no pátio da escola. Seu Madruga era vida. Luta. O personagem mais cômodo da televisão mexicana, na verdade era o mais inquieto dentre todos do show. Amigo dentro e fora do personagem, o “vagabundo” a ser citado através das fronteiras da América Latina e do mundo inteiro. Por crianças, jovens e adultos.

FOTOS-E-CURIOSIDADES-DO-SEU-MADRUGA-RAMÓN-GOMÉZ-VALDES-3.jpg

Há quem diga que o maior legado de um personagem é fácil identificação inserida no coletivo, mas e quando existiram diversos personagens? E interpretados por um único homem? Um homem de mil facetas, mas todas reconhecidas por um olhar inconfundível.

Saudades, nostalgia e reconhecimento. Diariamente todo tem algo de Seu Madruga. Não é malandragem, mas sim o desejo sincero no coração, onde encontramos nas adversidades, fazer sorrir ao próximo, pois no fim, “A vingança nunca é plena, mata a alma e a envenena”. Obrigado, Ramón. Por tudo.


Guilherme Moreira Jr.

Um inquieto sobre o viver e o estar. No cinema, na música ou em qualquer outra janela. Cidadão do mundo com raízes no Rio de Janeiro..
Saiba como escrever na obvious.
version 3/s/recortes// @destaque, @hplounge, @obvious, @obvioushp //Guilherme Moreira Jr.