horizonte distante

cinema, música e tudo aquilo que se pode avistar

Guilherme Moreira Jr.

Um inquieto sobre o viver e o estar. No cinema, na música ou em qualquer outra janela. Cidadão do mundo com raízes no Rio de Janeiro.

O êxtase e o dogma

Porque existe uma sutil diferença entre ambos mesmo que estejamos acostumados com a visão deles unidos. A jornada é maior que essa e o seu coração sabe disso.


0beb73c0d0132d8158_k7m6i2s17.png

Subitamente somos levados a crer na existência, mas poucas vezes somos convencidos pelo vivenciar das experiências. No decorrer dos anos, simples gestos perderam significância e a beleza que tínhamos até então como imutável, jorra ares duvidosos e por vezes, distorcidos. Toda uma geração que agora é prescrita. Somos manuais nas prateleiras virtuais. Nas atitudes, nos pensamentos e concepções ditadas por inúmeros meios e nenhum fim. Quando vedamos os olhos de tantas certezas e tão pouco sentimentalismo? Será mesmo que nas próximas décadas, apesar do apelo, ainda partilharemos de êxtase ou seremos apenas dogmas ambulantes?

CAM00102.jpg

O medo é crescente. Ele fixa os seus longos braços ao nosso redor, e em um afago tentador nos imobiliza diante do novo. Sussurra nos nossos ouvidos aquilo que não queremos ouvir, mas queremos sentir: comodidade. A inexistência do descontrole emocional reconforta a maioria. Ter o controle sentimental das nossas vidas pode passar a sensação única e reconfortante de estar absolutamente com as rédeas do nosso destino, mas a vida, banhada pelo aleatório e armada pelo caos de tempos em tempos procura nos ensinar o contrário. Não existe controle. Existe aprimoramento. Evolução sentimental. O mergulho dentro de si.

CAM00104.jpg

Já temos inúmeros dogmas. Sociais, religiosos, políticos e humanos. Mas e o êxtase? E a pura e simples contemplação dos viveres raros e munidos de uma beleza indescritível de palavras?

Enquanto diariamente buscamos respostas para todas as injustiças – justificáveis ou não, poderíamos nos esforçar na mesma proporão e energia para percorrer outros caminhos. Quiçá vislumbrar uma nova direção ou uma nova ideia. A inércia não é dogma e tampouco êxtase.


Guilherme Moreira Jr.

Um inquieto sobre o viver e o estar. No cinema, na música ou em qualquer outra janela. Cidadão do mundo com raízes no Rio de Janeiro..
Saiba como escrever na obvious.
version 1/s/recortes// @destaque, @hplounge, @obvious, @obvioushp //Guilherme Moreira Jr.