horizonte distante

cinema, música e tudo aquilo que se pode avistar

Guilherme Moreira Jr.

Um inquieto sobre o viver e o estar. No cinema, na música ou em qualquer outra janela. Cidadão do mundo com raízes no Rio de Janeiro.

Debi & Lóide 2: A babaquice de todos nós

Para muitos, Debi & Lóide são dois babacas completos, e aqueles que pensam assim possuem todos os argumentos para isso. Não estão errados. De modo algum. Contudo, para esses tantos falta enxergar uma perspectiva diferente. A babaquice é necessária.


dumb-and-dumber-to.jpg

O ano de 1994 fora um divisor de águas nas carreiras dos protagonistas de Debi & Lóide. De um lado, Jim Carrey acumulando comédias seguidas - já que o ator era oriundo do stand up, nada mais natural. Para muitos, a comédia sobre os dois amigos havia sido o auge, mas enganam-se. Carrey também mostrou talento nos trabalhos posteriores, inclusive nos dramas O Show de Truman (1998), Cine Majestic (2001) e em Brilho Eterno de uma Mente Sem Lembranças (2004). Após isso, a carreira do ator entrou em declínio com comédias sem essência. Tudo era resumido nas suas caras caricatas. No lado oposto, Jeff Daniels emergiu aos poucos em papéis diversificados como Paper Man (2009), mas foi na série The Newsroom que o ator sacramentou e convenceu críticos e admiradores da sua capacidade. Na direção, os irmãos Bobby e Peter Farrelly haviam despontado para o gênero em Quem Vai Ficar com Mary? (1998) e O Amor é Cego (2001).

o-DUMB-AND-DUMBER-facebook.jpg

Caminhos diversos, mas ainda unidos pelo selo dos Dois Idiotas em Apuros. Faltava preencher a lacuna, e ainda assim, residia desconfiança sobre ser sábio ou não retornar ao universo incomum de Debi e Lóide.

Para muitos, Debi & Lóide são dois babacas completos, e aqueles que pensam assim possuem todos os argumentos para isso. Não estão errados. De modo algum. Contudo, para esses tantos falta enxergar uma perspectiva diferente. A babaquice é necessária.

Os irmãos Farrelly retrataram nos personagens interpretados por Jim Carrey e Jeff Daniels uma inocência que transcende as mesmas idiotices protagonizadas pela dupla. O humor que não precisa ter sentido ou ser passado com uma mensagem de autoajuda. É puro. Os olhos de crianças em corpos de adultos. 20 anos de espera.

dumb-and-dumber.jpeg

Quando ninguém poderia imaginar o retorno dos amigos, eles voltaram. Maravilhoso. Reviver o passado transposto no nada. Nas piadas nonsense, nas caras caricatas e nos diálogos simples, mas pontuais. Através de um timing cômico memorável, Carrey e Daniels novamente proporcionaram risadas descontroladas e o velho estado de espírito do passado, onde o importante era sorrir. Sem desgraças e, principalmente, sem o peso repousado nos ombros que a vida adulta cobra.

Todos os dias. Novamente contemplamos a oportunidade de receber doses necessárias de humor. Obrigado.


Guilherme Moreira Jr.

Um inquieto sobre o viver e o estar. No cinema, na música ou em qualquer outra janela. Cidadão do mundo com raízes no Rio de Janeiro..
Saiba como escrever na obvious.
version 1/s/cinema// @destaque, @hplounge, @obvious, @obvioushp //Guilherme Moreira Jr.