fabita

Jornalista, amante de literatura, cinema e filosofia

A reconstrução do santo casamenteiro

Chapecoense tem uma missão: reconstruir a face de Santo Antônio, padroeiro da paróquia e da diocese da cidade


IMG_Cicero_Moraes_LIVRE.jpg Crédito: Marco Aurélio Jr.

Casamenteiro, Santo Antônio é o padroeiro da paróquia e da diocese da cidade natal do animador e artista 3D, Cícero Moraes. Hoje, o chapecoense, que mora em Sinop (MT), comemora um importante passo em sua carreira: a reconstrução do rosto de Santo Antônio. O trabalho foi uma encomenda do Museu da Universidade de Estudos de Pádua ao grupo de pesquisas arqueológicas Arc-Team, do qual ele faz parte.

“Fui contratado para reconstruir um total de oito faces, sendo três delas relacionadas à evolução humana e as outras cinco para uma mostra paralela sobre as personalidades históricas italianas. Eles me enviavam um a um os crânios e eu só era informado sobre a quem eles pertenceram depois que terminava a reconstrução básica das faces. Nem nos meus devaneios mais remotos cheguei a imaginar que uma das faces era do popularíssimo Santo Antônio de Pádua.”

O trabalho de reconstrução já está praticamente finalizado. Até o final de fevereiro, o busto digital será enviado ao Centro de Tecnologia Renato Archer (CTI), em Campinas (SP), para que ele seja materializado em uma impressão 3D colorida. “A impressão será levada por mim à Itália, onde será entregue ao Museu da Universidade de Estudos de Pádua nas festividades oficiais do dia de Santo Antônio”, conta Moraes.

Para ele, este é um grande momento em sua carreira. “Significa uma oportunidade única de tornar o meu trabalho, feito em parceria com uma série de pessoas, conhecido não apenas no Brasil, mas no mundo todo. O que mais me alegra é a possibilidade de compartilhar não apenas as imagens, mas a própria tecnologia aplicada, posto que tudo foi desenvolvido com um software livre e gratuito, desde a obtenção do crânio até a finalização da modelagem digital.”

O reconhecimento fora do Brasil é evidente. Mas, e o reconhecimento no País? Ele revela que, de certa forma, o seu trabalho com reconstrução facial já gozava de uma modesta popularidade em nichos muito específicos ligados à computação gráfica 3D. “Este trabalho, no entanto, ampliou o campo de interesse para o público geral. Aos poucos, as pessoas de todas as partes do País começam a entrar em contato, desejosos de entender como é feito o processo de reconstrução e também como era a face desse santo tão popular. Porém, percebo um interesse muito maior ‘lá fora’, talvez por conta daquele ditado sobre a casa de ferreiro e o espeto de pau.”

Sobre o fato de Santo Antônio ser o padroeiro da paróquia e da diocese de Chapecó (SC), Moraes atribui muito mais à popularidade dele do que a algum tipo de coincidência. “Ao levantar o número de cidades das quais ele é padroeiro, fiquei impressionado frente ao resultado tão abundante”, lança.

santantonio_PRINT.jpg Crédito: Arquivo Pessoal


fabita

Jornalista, amante de literatura, cinema e filosofia.
Saiba como escrever na obvious.
version 2/s/artes e ideias// @destaque, @obvious //fabita