fabita

Jornalista, amante de literatura, cinema e filosofia

Macio

O amor é o que me faz pular da cama todos os dias para preparar um café gostoso e enfeitar a casa de cheiro bom e sabor


amor_pequenas_coisas_03.jpg

Que me desculpem os mal-amados, mas o amor existe, sim! Ele existe nas pequenas coisas, como retrata o artista Puuung. Por mais que o amor pareça não estar presente em um certo momento ou que pareça que ele nunca esteve, o amor existe! É ele que, de certa forma, acolchoa o mundo, o torna mais macio. Do contrário, sem o amor, não haveria vida. Despertar o amor das pessoas é uma arte. E pasmem: para ser amado é preciso amar. Quem não sabe amar não é amado. Mas há quem diga que não se importa, como naquela música do Matanza, “Eu Não Gosto de Ninguém”. Pode até ser. Porém, a raiz de muitos problemas não é outra coisa senão a falta de amor. E que energia é esta que nos torna mais pacíficos, que faz o nosso peito vibrar, que nos deixa mais doces, mais ternos, mais puros? O amor é a linguagem universal, pura e simplesmente. Filosofias baratas à parte, o amor é o que me faz pular da cama todos os dias para preparar um café gostoso e enfeitar a casa de cheiro bom e sabor. Amar é querer fazer um ninho, protegê-lo de toda a maldade do mundo e nutri-lo, dia após dia, com esta tal energia misteriosa chamada amor!

amor_pequenas_coisas_01.jpg


fabita

Jornalista, amante de literatura, cinema e filosofia.
Saiba como escrever na obvious.
version 1/s/recortes// //fabita