humano demasiado humano

todas as expressões artísticas nos transformam em andarilhos humanos. (demasiado humano)

Fernanda Frota

Fernanda Frota é estudante de jornalismo, cintila a alma por cinema, vive ao pé da letra a sutileza do Manoel de Barros. Acredita na arte da entrega, acredita que as palavras são como fogo, acredita. Levaria Nietzsche, Godard e Woody Allen para jantar.

Artigos publicados em julho de 2013