ideias de guerrilha

Um arsenal de ideias contra a resistência do ócio

Eduardo Silva Ruano

Sempre buscando novas inspirações para transformar ideias em palavras

O Café Salvador de Harry Dewey

Depois de ver seu pai lutando contra o câncer, um americano chamado Harry Dandison Dewey resolveu tomar uma providência: aquecer a vida dos pacientes que estavam na mesma condição.


dewey 7.jpg

Harry Dandison Dewey é um cidadão simpático e cheio de energia que mora em Michigan, nos EUA, onde todos o chamam de "Dan".

Todos os dias, ele é visto carregando dezenas de copos de café, cada um deles com o objetivo de colocar um sorriso no rosto das pessoas. Dan é o protagonista de uma linda história de empatia e solidariedade.

Essa história começou em 2005, quando o pai de Dan foi diagnosticado com câncer na próstata, e no ano seguinte começou um tratamento de quimioterapia no hospital St. Joseph Mercy. Foram várias sessões, que duraram oito meses, e durante todo esse tempo Dan acompanhou seu pai, ansioso por sua recuperação.

Os dois ficavam ali, sentados na sala de espera do hospital, apenas conversando e aguardando o médico chamar. Em certa hora Dan falava ao pé do ouvido de seu pai: "Estou saindo para pegar o café".

Só que, antes de sair para buscar o café, Dan perguntava a todos os pacientes do hospital se eles também iriam querer alguma coisa. Após saber o que todos queriam, ele saia às ruas e, na volta, trazia felicidade àquelas pessoas que se encontravam na mesma condição de seu pai: na iminência de morrer.

dewey 8.jpg

Após os oito meses de quimioterapia, o pai de Dan finalmente venceu o câncer. No entanto, Dan nunca parou de levar café para os pacientes daquele hospital.

Dan é um cidadão raro, que simplesmente ama fazer as pessoas felizes. E ele decidiu continuar proporcionando às pessoas essa mesma felicidade que ele pôde sentir ao ver seu pai recuperado de uma doença devastadora como é o câncer.

E assim, na base da proatividade e do altruísmo, Dan decidiu começar um projeto que ele chamou de Dan's Coffee Run. Segundo o site, Dan visita regularmente dois centros oncológicos em Michigan. A cada semana, ele compra cerca de 90 copos de café. E todos os dias, ele abastece esses lugares com sua alegria.

Essas pessoas ficaram tão gratas pelo que Dan faz que criaram uma página no Facebook para ele. De acordo com Dan, desde que ele coloque um sorriso no rosto das pessoas, não importa quanto custa o café, ele sempre irá serví-las.

Uma paciente com câncer de mama chamada Christine fala sobre o quanto as visitas de Dan são importantes: "Não é maravilhoso estar aqui, mas apenas esse brilho ajuda a todos nós, e estamos gratos". Ela sorri para Dan, e ele diz: "O sorriso é tudo que eu preciso para viver; se eu posso contar com isso, esqueça todo o resto."

dewey 1.JPG

Em 2011, a mídia tomou conhecimento dessa iniciativa. Valerie Edgington, uma ex-funcionária do Starbucks, ficou tão emocionada com a boa ação de Dan que criou o Everylove, uma sessão especial do site da empresa que reúne diversas histórias de pessoas que manifestam suas alegrias.

Com essa atitude, Dan oferece muito mais do que simplesmente café aos pacientes.


Eduardo Silva Ruano

Sempre buscando novas inspirações para transformar ideias em palavras .
Saiba como escrever na obvious.
version 1/s/artes e ideias// //Eduardo Silva Ruano