ideias de guerrilha

Um arsenal de ideias contra a resistência do ócio

Eduardo Silva Ruano

Redator na Obvious, Whiplash e La Parola. Sempre buscando novas inspirações para transformar ideias em palavras

Fotógrafo Mostra Como as Pessoas Dependem de Seus Celulares

Fotógrafo remove os celulares das pessoas para revelar o forte vício tecnológico que acomete a sociedade hiper-conectada.


39_ericpickersgrill_a.jpg

O fotógrafo americano Eric Pickersgill removeu os celulares das pessoas em seus retratos realistas da vida cotidiana. Tal ação faz parte de seu projeto chamado "Removed", e tem o objetivo de mostrar a enorme dependência da tecnologia que acomete a sociedade informacional e hiperconectada.

A inspiração para Pickersgrill se deu durante um encontro casual numa cafeteria em Nova York. Sentado na mesa à espera do garçom, ele pôde observar ao lado uma família que não interagia de forma alguma; pai e filha mexiam em seus próprios celulares, e a mãe parecia alienada ao olhar para a parede, com um olhar triste e melancólico, mesmo estando na companhia de seus entes queridos.

A imagem daquela desconexão familiar perdurou na mente de Pickersgrill. Então, ele decidiu iniciar um projeto no qual pudesse demonstrar sua insatisfação decorrente do vício tecnológico, que, rapidamente, arruína relações humanas.

Ele escreveu em seu website:

"A união de pessoas por meio de celulares tem sido rápida e inalterável. O uso desses dispositivos pessoais faz tarefas demorarem menos tempo. As pessoas se sentem mais próximas do que nunca. Apesar dos benefícios óbvios que esses avanços na tecnologia têm contribuído para a sociedade, as implicações sociais e físicas estão lentamente se revelando. De forma semelhante que a fotografia transforma a experiência vivida em performativa e reprodutível, dispositivos eletrônicos estão mudando comportamentos; são uma força viciante que promove a divisão de atenção entre aqueles que estão fisicamente com você e aqueles que não estão."

Para executar o projeto, Pickersgrill pediu a estranhos e amigos que permanecessem em uma determinada posição, como se estivessem mexendo em seus smartphones e, em seguida, ele batia fotografias. As imagens representam reconstituições de cenas da experiência diária. Podemos ler a expressão do corpo e rosto das pessoas enquanto aparentemente estão usando seus celulares. Quando os significantes das fotos são ativados, temos a impressão de que os dispositivos assumem sua forma física, quando, na verdade, estão ausentes no cenário.

Durante o tempo em que trabalhou no projeto, os amigos de Pickergrill sentiam vergonha de usar seus celulares enquanto conversavam com ele. No entanto, em entrevista para a Fast Company, o fotógrafo afirmou que seu projeto não é para fins de julgamento, mas sim para evidenciar um problema no qual as pessoas passam muito tempo pensando, e sobre o qual fazem quase nada a respeito.

Veja então algumas fotografias do impactante projeto de Eric Pickersgrill:

39_ericpickersgrill_b.jpg

39_ericpickersgrill_c.jpg

39_ericpickersgrill_d.jpg

39_ericpickersgrill_e.jpg

39_ericpickersgrill_f.jpg

39_ericpickersgrill_g.jpg

39_ericpickersgrill_h.jpg

39_ericpickersgrill_i.jpg

39_ericpickersgrill_j.jpg

39_ericpickersgrill_k.jpg

39_ericpickersgrill_l.jpg

39_ericpickersgrill_m.jpg

39_ericpickersgrill_n.jpg

39_ericpickersgrill_o.jpg

39_ericpickersgrill_p.jpg

39_ericpickersgrill_q.jpg

39_ericpickersgrill_r.jpg


Eduardo Silva Ruano

Redator na Obvious, Whiplash e La Parola. Sempre buscando novas inspirações para transformar ideias em palavras .
Saiba como escrever na obvious.
version 1/s/fotografia// @obvious, @obvioushp //Eduardo Silva Ruano