imensidÃo multicultural

Uns dizem apenas palavras, outros dizem silêncios, e outrem gestos e eu escrevo!

Gisele Regina

Escritora amadora; blogueira apaixonada; estudante de Letras Língua Portuguesa; pensa que é a Clarice Lispector reencarnada; ama música clássica (ah, Beethoven!); poesia; ama o silêncio, bem como as palavras.

Doutrina Espírita: Filosofia, Ciência e Religião

O espiritismo é o consolador que Jesus prometeu e, que veio esclarecer a verdade através da tríplice: filosofia, ciência e religião. Além disso, é sinônimo de trabalho, caridade e ação no bem.


cico.jpg

Acreditar em espíritos é acreditar em uma vida eterna da qual se possa ter fé na verdadeira felicidade. E que após a morte não se vê o fim e sim a continuação para uma próxima reencarnação. Além disso, o espírito é eterno; enquanto encarnado é alma, enquanto desencarnado é espírito, pois se volta ao mundo espiritual para uma análise do que foi feito com o tempo que se teve na Terra, até estar preparado para uma nova vida. Tudo começa a ser explanado em O livro dos espíritos, escrito através do educador francês Hippolyte Léon Denizard Rivail, sob o pseudônimo Allan Kardec, com a ajuda de espíritos superiores, publicado em 1860, em Paris.

allan-kardec.jpg

Que sentido teria a vida se ela fosse uma só? Tantas verdades não ditas e nem ouvidas, e tantos esforços para acabar em uma vida? Seria a destruição absoluta de tudo o que se cultivou, se cativou, se amou e tudo mais, e descobrir que depois não servirá para nada. E aqueles que nascem com doenças e deficiências? Não seria justa mais uma vida para que eles aproveitassem o que não puderam? Por exemplo, na deficiência visual a pessoa nunca veria a natureza ou até mesmo a pessoa que ama. Pensar que tem outras vidas para ser desfrutado de todo bem, e reparar o mal que se fez em outra, é acreditar em um Deus justo, que dá oportunidades de crescimento e não interfere nas lutas diárias, já que Ele deu o livre arbítrio.

Conforme o IBGE, os espíritas cresceram 65% no País em 10 anos, e já passou de quatro milhões de pessoas que optaram por estudar as obras de Allan Kardec e conhecerem essa doutrina que esclarece. Não só as obras complementares de Léon Denis, Chico Xavier, Divaldo Franco e outros que fizeram diferença na doutrina.

Espíritas .jpg

Começando com O livro dos Espíritos já mencionado, que é puramente filosófico, com perguntas feitas por Allan Kardec e, respondida por espíritos elevados, moralmente, através de médiuns de confiança da época e que questiona o "quem sou eu?". Em seguida, O Evangelho segundo o Espiritismo, que trata da moral e os ensinamentos do Mestre Jesus (Novo Testamento), com notas explicativas de espíritos evoluídos sobre as predições, os dogmas e os milagres de Jesus, explicita "por que eu sofro?". Ainda, O Livro dos Médiuns que explana sobre o fenômeno da mediunidade, que ensina sobre as várias manifestações espirituais e os meios de comunicação com o Mundo Invisível, e nos esclarece também "o que é isso que sinto?". Tem também O Céu e o Inferno, que trata da passagem da vida corporal à vida espiritual, da situação real da alma durante e após a morte do corpo físico, ainda nos dando um norte "Para onde eu vou?". E por fim, A Gênese, que é a ciência biológica e espiritual, que explica a questão "de onde eu vim?" e sobre a autenticidade da doutrina espírita.

Obras básicas.jpg

Os centros espíritas oferecem cursos para um aprendizado mais amplo da doutrina através das obras básicas a princípio, estudada com as complementares, através da ESDE (Estudo Sistematizado da Doutrina Espírita) gratuitamente. É estudada da seguinte forma, mostrada na imagem a baixo:

ESDE.jpg

A vida passageira é feita de sonhos inconclusivos, pois um ser humano imperfeito não pode nada concluir enquanto não chegar à perfeição, e isso requer muitas vidas. É sem dúvida uma mistura de ideias subjetivas que forma uma objetiva universal: filosofia, religião e ciência; e sem amor nada desses tipos de conhecimentos seria possível! Precisa-se de um coração forte, uma mente instrutiva e um corpo ágil para compreender a vida real.

Jesus que era Cristo não tinha religião (que significa ligar-se a Deus) pois pregava suas palavras na rua para todos sem distinção. Hoje tudo pode ser estudado, está bem à frente de cada um. O homem quem cria regras, sempre, para que o outro sacie a sua vaidade, orgulho e egoísmo; aqueles que não têm qualquer vontade de passar por cima de uma pedra pelo caminho não tem preparação para qualquer longo aprendizado, mesmo que seja dono de uma incrível inteligência. Pois somente os que sabem se molhar são os que chegarão a seu destino por si próprio.


Gisele Regina

Escritora amadora; blogueira apaixonada; estudante de Letras Língua Portuguesa; pensa que é a Clarice Lispector reencarnada; ama música clássica (ah, Beethoven!); poesia; ama o silêncio, bem como as palavras..
Saiba como escrever na obvious.
version 1/s/recortes// @destaque, @obvious //Gisele Regina