informacaoemcores

the end has no end

Mônica Alves

Dessas loucas do Jornalismo que tenta se aventurar pela Moda. Apaixonada por cinema, música e gatinhos, tento encontrar um jeitinho de ter todos os meus amores por perto pra conseguir seguir escrevendo sobre o infinito.

Você não precisa de um dia para falar de amor

Porque cada um ama de um jeito e ninguém depende de um calendário, um like ou um presente bem embrulhado pra dizer "eu te amo".


I-Love-You-Wallpaper.jpg

Eu não ligo das pessoas tirarem um dia para dedicar aos namorados - do mesmo jeito que temos um dia para as mães, um para os pais, um para as árvores. Mesmo não concordando muito com a ideia de uma data específica, acho bacana ver como as pessoas tentam se dedicar um pouquinho mais pra deixar um dia como os outros ganhar um arzinho diferente, com aquela cara de música tema de comédia romântica. Não ligo de ver selfies e declarações estampadas em redes sociais, acho até bacana ver as pessoas espalhando um pouquinho de amor por aí. A questão é não entender por que fazemos disso tudo uma competição.

É preciso se amar muito para conseguir se abrir a outra pessoa e deixá-la entrar, aos pouquinhos, na nossa vida. O amor não tem uma escala de "quem ama mais" só baseada em demonstrações de afeto. É esse amor, desses que a gente acredita, divide e deseja, que não vem de uma hora pra outra e não precisa ser sempre óbvio. As vezes você se encanta de primeira, as vezes não. Tem casos em que você precisa se esforçar um pouco antes de amar de verdade, enquanto em outros o amor simplesmente chega com o tempo. Não existe fórmula, não existe tempo, não existe um dia.

Deixando as campanhas cafonas e os presentes batidos de lado, acho que a gente deveria pensar um pouco mais no que entregamos a outra pessoa e no que ela nos retribui. No quanto você quer ficar perto e agradar de uma maneira que não envolva o pensamento de uma equipe de marketing ou uma reserva no restaurante mais lotado da cidade. O legal de celebrar o amor é justamente poder adaptá-lo à sua própria realidade, fugindo dos clichês e trazendo só o que realmente vale a pena, sem transformar tudo em uma guerra de palmas e likes.

Mostre que você se importa, mas não dependa disso ou da audiência para dizer que ama alguém. Fale baixinho, fale do seu jeito, fale por gestos...mas fale. Não se esqueça que ninguém precisa de um dia específico e hora marcada para falar "eu te amo".


Mônica Alves

Dessas loucas do Jornalismo que tenta se aventurar pela Moda. Apaixonada por cinema, música e gatinhos, tento encontrar um jeitinho de ter todos os meus amores por perto pra conseguir seguir escrevendo sobre o infinito..
Saiba como escrever na obvious.

deixe o seu comentário

Os comentários a este artigo são da exclusiva responsabilidade dos seus autores e não veiculam a opinião do autor do artigo sobre as matérias em questão.

comments powered by Disqus
version 1/s/recortes// @destaque, @hplounge, @obvious, @obvioushp //Mônica Alves