inquietação crônica

O transbordar de uma mente inquieta

Jenifer Severo

Movida pelas minhas inquietações, que quando viram montanha-russa, transbordam em forma de escrita.

As mil e uma faces de Lady Gaga - Jazz e o seu novo projeto "Cheek to Cheek"

Extravagâncias à parte, Lady Gaga prova que não é só mais uma nos holofotes do mundo pop, encarnando com um talento ímpar o novo projeto voltado para o Jazz, ao lado do aclamado Tony Benett.


gagabennett1.jpg

Stefani Joanne Angelina Germanotta, a estrela do pop atual que atende pelo nome artístico de Lady Gaga, despontou em 2008 com o álbum "The Fame" e seu primeiro single, "Just Dance"(composta por ela com a participação de Akon e produzida por RedOne) alcançou a primeira posição na Billboard em janeiro de 2009, tornando-se a segunda música mais vendida digitalmente de todos os tempos nos Estados Unidos. Desde então, sua carreira de cantora deslanchou de vez: Gaga vendeu um número estimado de 23 milhões de álbuns e 64 milhões de singles, o que fez dela uma das recordistas de vendas de discos no mundo. As suas conquistas incluem cinco Grammy Awards e 13 MTV Video Music Awards.

Lady-Gaga-Just-Dance-Music-Video-Screencaps-lady-gaga-19361143-1280-720.jpg Gaga em 2008, no clipe de "Just Dance"

A mother monster é conhecida por suas excentricidades, sobretudo por suas roupas extravagantes, saltos altíssimos e clipes polêmicos (quem não lembra do clipe "Judas" onde a cantora faz menção a Judas Iscariotes, Jesus Cristo e os doze apóstolos?) além de ter adotado um Alter ego masculino conhecido como Jo Calderone, que seria apaixonado por ela. Esquisitices à parte, a moçoila tem talento. Contrariando os críticos mais ferrenhos das culturas de massa - principalmente do pop americano - Lady Gaga prova que nem tudo está sendo consumido enlatado, maquiado em estúdio, produzido em série. Basta dar uma olhada no vídeo em que ela canta o single "Paparazzi" do seu primeiro álbum de forma acústica, sem efeitos de estúdio. A cantora aparece com um chapéu preto lembrando o do imperador Napoleão, óculos escuros redondos e cabelo chanel platinado. Entretanto, o que surpreende dessa vez não é o visual, e sim o talento vocal e a habilidade no piano - instrumento que aprendeu a tocar ainda criança, aos quatro anos de idade, evidenciando sua plenitude como artista.

gaga9583.jpg Vestido de carne crua utilizado por Lady Gaga durante premiação no MTV Video Music Awards (VMA) em 2010, na cidade de Los Angeles.

Atualmente, Lady Gaga permeia pelo mundo do Jazz, gênero musical que surgiu nos Estados Unidos no início do século XX, popularizando-se entre a década de 20 e de 60 nas vozes de Frank Sinatra, Louis Armstrong, entre outros nomes mundialmente conhecidos. Intitulado "Cheek to Cheek", o projeto em parceria com o veterano do Jazz, Tony Benett, teve início em 2011, quando juntos gravaram a faixa "The Lady is a Tramp". O lançamento do primeiro single, "Anything Goes" - composta por Cole Porter e originalmente lançada nos anos 30 como parte da trilha sonora do musical homônimo da Broadway - foi colocado à venda no iTunes em agosto do ano passado, alcançando no mês seguinte o primeiro lugar de vendas no site em todo o mundo.

Louis_Armstrong_restored.jpg O jazz originou-se inicialmente em New Orleans, Chicago e New York, envolvendo-se com a mistura de diversas tradições religiosas, entre elas a afro-americana. Na imagem, o cantor, compositor, instrumentista e produtor musical Louis Armstrong, uma lenda do gênero.

Contando com 16 sucessos do jazz mundial, Cheek to Cheek é um trabalho impecável, maduro e surpreendente, principalmente para o público acostumado com a Gaga polêmica e espalhafatosa. Dessa vez, o personagem encarnado pela cantora para divulgação do novo projeto é de diva do Jazz: cabelos negros, volumosos, vestido longo e maquiagem impecável. Contudo, a sofisticação vai além da nova aparência. A Mother Monster emprestou seu vozeirão e seu estilo único a essa nova fase artística de forma encantadora, deixando a crítica embasbacada e os little monsters (apelido carinhoso que Lady Gaga deu aos seu fãs) enlouquecidos. A releitura e o rearranjo de grandes clássicos da música mundial, somados à experiência de Benett e ao poder que a cantora tem de inovar a cada nova empreitada artística, não deixou dúvidas: Lady Gaga tem mil e uma faces, trejeitos e inspirações, e se joga de corpo, alma e coração nessa brincadeira de se reinventar - e faz isso de forma natural e quase involuntária, a despeito de toda e qualquer crítica.

Cheek-To-Cheek-1708_v02.jpg


Jenifer Severo

Movida pelas minhas inquietações, que quando viram montanha-russa, transbordam em forma de escrita..
Saiba como escrever na obvious.

deixe o seu comentário

Os comentários a este artigo são da exclusiva responsabilidade dos seus autores e não veiculam a opinião do autor do artigo sobre as matérias em questão.

comments powered by Disqus
version 1/s/musica// @destaque, @obvious //Jenifer Severo