insight sonoro

trilha sonora para suas ideas

Guilherme Espir

A música nunca está alta o suficiente, tampouco satisfeita, ela aparece algumas vezes aqui, no Insight sonoro, e cai todo dia no Macrocefalia Musical (macrocefaliamusical.blogspot.com.br) mas não... ela nunca está alta o suficiente.

Pink Anderson & Floyd Council

Tempo é uma coisa muito relativa, certos momentos podem parecer longos para alguns, curtos para outros. O problema é o referencial, e neste caso específico o tempo não é relativo, se tratando de Pink Floyd vinte anos é quase sinônimo de infinito, mas ''The Endless River'' chega para sanar o silêncio e voltar com o som de uma das bandas mais importantes de todos os tempos.


Foram vinte anos, 240 meses, cerca de 7200 dias sem UM, um disco de inéditas do Pink Floyd sequer. Em duas décadas os boatos foram incontáveis, e isso em nada ajudou toda a malha de fãs da banda, que sempre manteve um pingo de esperança para um possível sucessor do para variar muito bom ''The Division Bell'', último disco de estúdio da banda, lançado em 1994.

Mas 2014 veio para ser um dos melhores anos para a música em tempos recentes, de fato tivemos grandes trabalhos, e o próximo disco do Pink Floyd tem tudo para entrar nesta lista. Anote ai, dia 10 de novembro a banda vai liberar o som que vai dar fim ao tabú de silêncio, o décimo quinto disco de estúdio, o instrumental de ''The Endless River''.

Line Up:
Durga McBroom (vocal)
David Gilmour (guitarra/vocal)
Sarah Brown (vocal)
Nick Mason (bateria/percussão)
Louise Clare Marshall (vocal)
Richard Wright (teclados/piano)
Guy Pratt (baixo)

1453275_632443010206238_7005911397208134657_n.jpg

Track List:
''Things Left Unsaid''
''It's What We Do''
''Ebb And Flow''
''Sum''
''Skins''
''Unsung''
''Anisina''
''The Lost Art Of Conversation''
''On Noodle Street''
''Night Light''
''Allons- y (1)''
''Autumn '68''
''Allons-y (2)''
''Talkin Hawkin'''
''Calling''
''Eyes To Pearls''
''Surfacing''
''Louder Than Words''

Além do já conhecido fato de que este trabalho não terá Roger Waters, temos que ressaltar certos pontos. Teremos aqui um CD predominantemente instrumental, e para não dizer que tudo será dito com instrumentos, Gilmour canta em apenas uma faixa, que ainda não foi revelada, mas que ao menos já é sabido que tem a mão de sua esposa, Polly Samson na letra.

A capa ficou excelente, nela temos aquele clássico sentimento ao olhar para uma capa do Pink Floyd (pelo menos na grande maioria dos trabalhos da banda). Não é algo explicável, mas que aqui é mantido, você bate o olho e sabe que a arte é deles. E mesmo que as gravações para o trabalho tenham começado em 2013, a arte não é do infelizmente já falecido Storm Thorgerson, aqui quem empresta seu talento é o Egípcio Ahmed Emad Eldin, de apenas 18 anos!

''The Endless River'' também surge com requintes de homenagem, já que este será o primeiro CD sem os teclados de Rick Wright (falecido em 2008), mas que mesmo assim terá um pouco de seu marfim no meio, afinal de contas esse disco foi registrado durante as sessões do ''The Division Bell''. Foram analisados mais de 20 horas de música, e depois David e cia escolheram com o que começariam os trabalhos, e com isso esperam mostrar ao mundo como seria a viagem do Pink Floyd no século 21.

Além de uma homenagem ao som do grande Rick Wright, esse trabalho surge também, desde o título (''Endless River'') como uma referência ao espiritimo, falando da continuidade da vida após a morte, como um rio sem fim, algo que é plenamente transferível para muitas coisas que ficam quando são eternizadas na terra, e este será feito em forma de música ambiente. Vai ser difícil esperar até novembro!


Guilherme Espir

A música nunca está alta o suficiente, tampouco satisfeita, ela aparece algumas vezes aqui, no Insight sonoro, e cai todo dia no Macrocefalia Musical (macrocefaliamusical.blogspot.com.br) mas não... ela nunca está alta o suficiente..
Saiba como escrever na obvious.

deixe o seu comentário

Os comentários a este artigo são da exclusiva responsabilidade dos seus autores e não veiculam a opinião do autor do artigo sobre as matérias em questão.

comments powered by Disqus
version 1/s/musica// @destaque, @obvious //Guilherme Espir