insólito

Pequenos grandes eventos

Larissa Caramel

Escreve sobre nada através de poesia visual, diálogos e fragmentos.

Sobre a frustração

Frustramo-nos quando confundimos
nossas expectativas com a realidade alheia.


Porque nos afetamos demais com coisas de menos.

659044.jpg

Cada pessoa neste nosso universo está num certo grau de desenvolvimento. Normalmente, pessoas de mesmo grau se atraem e tendem a formar grupos que pensam de maneira semelhante. Existe uma minoria nos graus mais elevados, assim como uma minoria nos graus mais baixos, e este desenvolvimento nada tem haver com classe social, econômica ou qualquer outro adjetivo simplista. Aos poucos, cada um vai subindo ou descendo de frequência de acordo com sua própria percepção de vida.
Independente do grau de aproximação, cada indivíduo, como o termo já prevê, está trilhando um caminho único, individual. Sofremos por esperarmos que o outro se comporte de acordo com nossas expectativas. Nós somos os únicos responsáveis pelo conto de fadas que criamos em nossas mentes.
O nosso maior desafio é entender que somos os únicos responsáveis por nossa evolução, e que conviveremos com muitas pessoas durante a vida, nenhuma delas igual a nós. Cada uma dessas pessoas nos dará o que pode e nada além, seja de bom ou ruim, seja o esperado ou não, e que precisamos aceitar, até nos piores cenários, que quem nos prejudica é também alguém tentando sobreviver da melhor maneira que imagina e o melhor que podemos fazer é não transformar mágoa, rancor, inveja ou qualquer outro sentimento num vínculo destrutivo.
Aprendi que nos frustramos e nos sentimos vazios, agindo de maneira imatura e inconsequente, quando criamos expectativas sobre o que foge de nosso controle: os outros, o mundo, a vida, o lado de fora. E que a receita para matar aos poucos este vício de esperar demais é focar nossas atenções em nós mesmos, em nosso desenvolvimento físico, mental, intelectual e espiritual.
Com o tempo, percebemos que há tanto a ser feito para melhorarmos e evoluirmos, que nossas grandes frustrações se tornam ínfimas e insignificantes, e que não existe receita para a felicidade, pois a fórmula varia de acordo as fases de nossa vida. A cada passo conquistado, aprendemos que já temos tudo o que é preciso para uma vida perfeita.


Larissa Caramel

Escreve sobre nada através de poesia visual, diálogos e fragmentos..
Saiba como escrever na obvious.
version 2/s/literatura// @obvious, @obvioushp //Larissa Caramel