insólito

Pequenos grandes eventos

Larissa Caramel

Esta que vos escreve não possui compromisso algum com a verdade alheia.

medium.com/series/ins%C3%B3lito-6c7ce0db7e56
medium.com/@laracaramel

Sobre bloqueios

Porque é impossível fugir de si mesmo.


24785_the-red-balloon-1.jpg

Ao lidarmos com traumas, bloqueios e problemas, tendemos a diminuir, transformar ou ignorar o agente causador das angústias. Normalmente somos ensinados ou recorremos por instinto ao esforço de apagar ou minimizar os acontecimentos, procurando pelo lado bom dos fatos, exteriorizando nossa percepção ao afirmar que outros passam por sofrimentos maiores, apelando para o conceito de que o tempo tem o dever de a tudo e a todos curar.
Digamos que nossa sanidade, assim como todos os aspectos que nos tornam saudáveis, é frágil tal qual um balão flutuando no ar. Se exagerarmos ao inflá-lo ou forçarmos seu esvaziamento de maneira brusca, certamente explodirá.
Ao superestimarmos medos, traumas, sentimentos e preocupações, nos aproximamos rapidamente de um cenário de crise. Na mesma proporção, ao forçarmos o esquecimento ou superação, ao diminuirmos a importância de nossas mais particulares dificuldades, por atitude própria ou com ajuda de medicamentos, chegamos ao estado de crise através da procura desesperada por melhora.
Admitir limitações é o primeiro passo na busca pelo equilíbrio. Não devemos abafar ou ignorar sentimentos avessos e bloqueios impulsivos. Precisamos assumir nossa condição, expressar de forma clara como nos sentimos para que possamos compreender o peso e real intensidade de nosso estado.
Esperar que esta primeira atitude de honestidade solucione todos os problemas é garantia de frustração. Inicialmente, essa clareza pode dificultar mais que facilitar, afinal, não é tarefa fácil olhar sem filtros e pudores para a causa das próprias angústias. Muito tempo é preciso para que pequenas mudanças sejam percebidas e muitas vezes intervenções e retrocessos são necessários.
Agir racionalmente ao encarar os próprios defeitos e traumas exige coragem. Mais coragem ainda é necessária para aceitar que certas limitações jamais desaparecerão, mas que isto não faz de você uma pessoa pior e sim uma pessoa mais ciente do que precisa controlar para atingir o equilíbrio.


Larissa Caramel

Esta que vos escreve não possui compromisso algum com a verdade alheia. medium.com/series/ins%C3%B3lito-6c7ce0db7e56 medium.com/@laracaramel.
Saiba como escrever na obvious.
version 2/s/literatura// @destaque, @obvious //Larissa Caramel