inspire-se

Que a arte nos aponte uma resposta...

Cláudia Zalaquett

Formada em Rádio e TV e pós-graduada em Jornalismo Cultural. Trabalha com produção audiovisual e escreve para internet.
Contato: [email protected]

Precisamos falar sobre a distância

Você sabe lidar com ela?


este.jpg

“É melhor a gente se afastar. Recebi uma promoção no trabalho e vou ter que mudar de cidade. Não dá pra continuar namorando, vou morar longe...”. Foi assim que João terminou com a Maria. E é assim que muitos casais terminam ou nem mesmo começam um relacionamento por sentirem medo de enfrentar a distância.

Acho que essas pessoas simplesmente se esquecem de que a distância pode ser relativa. Existem muitos casais que moram perto, mas que por algumas atitudes, ou falta delas, parecem estar muito mais distantes do que aqueles casais que realmente moram longe um do outro. Não adianta estar fisicamente perto de alguém, se esse alguém não se faz presente. Portanto, nem toda distância significa ausência.

Não vou dizer que namorar à distância seja uma tarefa fácil. Pelo contrário, quando se aceita entrar em um relacionamento nessas condições, é preciso estar ciente do que tudo isso implica, e também, ter coragem para enfrentar todos os medos e inseguranças que podem aparecer no caminho. Estando distante, a frequência de encontros é menor e a saudade é um dos principais temperos da relação. Ainda bem que em tempos tecnológicos, a internet ajuda a amenizar um pouco a falta que o outro faz.

Mas um aviso importante: Namorar a distância não serve para os acomodados! Porque é preciso ter força de vontade e muita disposição para fazer com que os encontros presenciais aconteçam sempre que possível. Não adianta só falar por telefone, mandar foto no whatsapp ou combinar um horário no skype. Quando a saudade aperta, vale enfrentar horas de estrada dentro de um ônibus ou economizar dinheiro pra pagar mais caro na passagem de avião. Quem sabe ir até de navio ou trem. Não importa como. Mas pra namorar à distância é preciso se encontrar também. E quando os encontros acontecem, todo esforço e espera valem a pena!

Quem namora à distância precisa ter confiança. Não só no outro como em si mesmo. Riscos de ser traído, todo mundo tem. Tanto para aqueles que moram longe, como para os que moram perto, ou até mesmo para os que moram juntos. A probabilidade de que isso aconteça não deve ser medida pelos quilômetros de distância, mas sim pelo caráter de uma pessoa e pelo grau de confiança que se tem nela. Confiar fortalece os laços!

E quando existe cumplicidade, respeito, paciência e, principalmente, sentimento verdadeiro, toda relação se torna possível. A distância perde a relevância e passa a ser só mais um detalhe. Portanto, não desperdice um amor se ele morar longe de você. Não desista sem ao menos tentar! Afinal, quem foi que disse que a distância precisa ser pra sempre?

(nota: imagem extraída do Google)


Cláudia Zalaquett

Formada em Rádio e TV e pós-graduada em Jornalismo Cultural. Trabalha com produção audiovisual e escreve para internet. Contato: [email protected]
Saiba como escrever na obvious.
version 5/s/recortes// @obvious, @obvioushp //Cláudia Zalaquett