isso não é um blog

Isso não é uma descrição

Ygor Santos Melo

Estudante de Arquitetura & Urbanismo, desenhista nas horas vagas e leitor sempre que possível. Tenta pensar como filósofo e se expressar como poeta. Humanamente complicado. Comple(x)(t)amente pessoa

São tempos, críticos

Pawel Kuczynski e Banksy. O primeiro é polonês, com humor ácido e irônico. O segundo é britânico, satírico e subversivo. São os típicos artistas que incomodam. Chocam. Passam, trabalho por trabalho, uma mensagem muito importante: arte também é ação política. Aliás, uma baita ação. São tempos onde a crítica e a política andam juntas. São tempos onde a arte deve estar em todo lugar, desde as paredes das ruas às telas de computadores e pedaços de papel.


578190_421715014523750_898961514_n.jpg Fonte: Facebook.com/pages/Pawel-Kuczynski

O Polonês Pawel é daqueles que corta as vísceras conservadoras, que critica ideologias, religião, política e muitos outros temas, sobretudo a estupidez humana.

380712_400888633273055_1393352173_n.jpg Fonte: Facebook.com/pages/Pawel-Kuczynski

Graduado no Departamento de Artes Gráficas da Academia de Belas Artes de Poznan, o artista se interessa pela arte satírica em 2004 e não para de produzir desde então, sendo premiado diversas vezes em competições nacionais e internacionais.

421627_391179907577261_1389223374_n.jpg Fonte: Facebook.com/pages/Pawel-Kuczynski

Não vou comentar imagem por imagem. Vou deixar que cada um compreenda a crítica e tire suas conclusões, afinal a interpretação da arte é destoante e qualquer parecer final, dentro da lógica de entendimento da obra, será correto, mesmo que Pawel tenha muita clareza na mensagem.

297725_503947396300511_848689261_n.jpg Fonte: Facebook.com/pages/Pawel-Kuczynski

Kuczynski vai realmente fundo. Consegue explorar tabus; com seus traços, aprofundar questões; com sua inteligência, ser direito e ácido na crítica.

428090_390539927641259_1943360174_n.jpg Fonte: Facebook.com/pages/Pawel-Kuczynski

10441_518863918142192_1454471089_n.jpg Fonte: Facebook.com/pages/Pawel-Kuczynski

Banksy é outro artista com um viés político muito interessante.

1970710_1478377662385655_199174144_n.jpg "nosso dia chegará". Rato morto e sua lata de spray, 2004. Natural History Museum, Londres. Duração de duas horas. Um segundo espécime ainda está na coleção Fonte: www.facebook.com/banksy

Ao contrário do que dizem por aí, o grafite não é a mais baixa forma de arte. Embora seja necessário se esgueirar pela noite e mentir para sua mãe. Grafitar é, na verdade, uma das mais honestas formas de arte disponíveis. Não existe elitismo ou badalação. O grafite fica exposto nos melhores muros e paredes que a cidade tem a oferecer e ninguém fica de fora por causa do preço do ingresso. (Banksy, in "Guerra e Spray")

1098291_1474945219395566_857876704_n.jpg Fonte: www.facebook.com/banksy

O britânico possui uma arte que combina humor negro e crítica. Sua obra, realizada com uma técnica própria de estêncil, pode ser encontrada em muros, fachadas, paredes, portas, pontes, dentre outros locais, em diversos lugares no mundo.

1524832_1480484892174932_440774494_n.jpg "Me impeçam antes que eu pinte de novo" Fonte: www.facebook.com/banksy

Às vezes me sinto tão enjoado com a situação do mundo que nem consigo terminar minha segunda torta de maçã. Não dá para superar esse sentimento. (Banksy, in "Guerra e Spray")

10003439_1480029492220472_1614955889_n.jpg Fonte: www.facebook.com/banksy

Banksy, na sua obra, levanta críticas sobre a religiosidade, consumismo, estupidez humana, preconceito, guerra, etc. Sempre com muita ironia e severidade.

10154271_1496420933914661_1742107487012105627_n.jpg Fonte: www.facebook.com/banksy

Não precisamos de heróis, só precisamos de alguém para levar o lixo reciclável lá para fora. (Banksy, in "Guerra e Spray")

1964935_1479461435610611_941348049_n.jpg Fonte: www.facebook.com/banksy

"Pense fora da caixa, pisoteie a caixa, enfie a porra de uma faca afiada nela" (Banksy, in "Conselhos sobre pintura com estêncil)

10299935_1507722106117877_4546492977299643111_n.jpg Fonte: www.facebook.com/banksy

Quem realmente desfigura nossos bairros são as empresas que rabiscam slogans gigantes em prédios e ônibus tentando fazer com que nos sintamos inadequados se não comprarmos seus produtos. Elas acreditam ter o direito de gritar sua mensagem na cara de todo mundo em qualquer superfície disponível, sem que ninguém tenha direito de resposta. Bem, elas começaram a briga e a parede é a arma escolhida para revidar. (Banksy, in "Guerra e Spray")

10356263_1507366942820060_5009240162276485609_n.jpg Fonte: www.facebook.com/banksy

Qualquer anúncio num espaço público que não permite que você escolha se quer vê-lo ou não é seu. Ele lhe Pertence. Você pode se apropriar dele, rearrumá-lo e reutilizá-lo. Pedir permissão para isso é como perguntar se você pode ficar com a pedra que alguém jogou na sua cabeça. (Banksy sobre "Brandalismo")

bansky300.jpg Fonte: g1.globo.com

É importante que o medo esteja pouco presente naqueles que querem fazer do mundo um lugar visualmente melhor. Engajamento político e dom artístico podem causar um tremendo impacto. É mais fácil pedir perdão do que permissão.

Large.jpg Fonte: www.giantwavecrests.com

E que o impacto seja causado. Que seja danoso. Que seja artístico.

banksy-ill-be-in-charge.jpg "Pode rir agora, mas um dia estaremos no comando". Fonte: fr.forwallpaper.com


Ygor Santos Melo

Estudante de Arquitetura & Urbanismo, desenhista nas horas vagas e leitor sempre que possível. Tenta pensar como filósofo e se expressar como poeta. Humanamente complicado. Comple(x)(t)amente pessoa.
Saiba como escrever na obvious.
version 9/s/artes e ideias// @destaque, @hplounge, @obvious, @obvioushp //Ygor Santos Melo