lapis papel e dedos no teclado

Porque todo tema interessante pede um texto

Laís Vilela

Como você acha que eu sou? Tem um pouco de mim em cada frase que você acabou de ler. Vem me conhecer um pouco :)

Roupas no chão: dois corpos e um colchão.

Mãos dadas, corações descompassados. Intimidade, sexo e pessoas. A combinação que fez partes virarem um inteiro de poesia.


Comportamento do lado do outro. Uma mistura de satisfações dentro de ambos. Sentimento, nudez e um momento.

Sopros, sussurros e suspiros. Aquela leveza, aquele entrelaçar de seres humanos sendo tão eles próprios, dividindo o mesmo espaço, o mesmo lençol.

artigo 02].jpg

Explorar alguém com os olhos fechados, explorar alguém baseando-se na sua personalidade, conhecer, reconhecer e se sentir em casa. Contato físico. Olhos nos olhos. Interesse real. É disso que eu estou falando.

artigo03.jpg

artigo02.jpg

Respostas em formas de flores coloridas. Certezas incertas com sabor de quero mais. Contradição que não afeta a estrutura do eu correspondido no agora. O querer de ser, sonho de alguém. Propostas reconfortantes, apaziguadoras e porque negar, tantos arrepios sorridentes.

Essência, paz interior, ele, que me chama de amor. Bagagem de duas almas que viaja por caminhos e mais caminhos, usando apenas o afeto, nosso cheiro e um beijo predileto.


Laís Vilela

Como você acha que eu sou? Tem um pouco de mim em cada frase que você acabou de ler. Vem me conhecer um pouco :).
Saiba como escrever na obvious.
version 1/s/recortes// //Laís Vilela