Márcio Chocorosqui

Um dia aventurei-me no mundo das letras e, desde então, alimento-me do meu trabalho com as palavras e dele faço uma profissão de fé, mesmo que isso pareça ser a luta mais vã

Celebridades na teoria da conspiração

Define-se “teoria da conspiração” como uma explicação alternativa para determinado acontecimento histórico, em refutação ao que é veiculado como “a verdade dos fatos”. Qualquer elemento pode ser tema para conspiracionistas. A vida (ou morte) de celebridades, dada sua repercussão midiática, está cheia de hipóteses conspiratórias, muitas bem curiosas, outras estranhas e macabras.


Fonte da imagem Jimi Hendrix.jpg Jimi Hendrix não teria morrido por overdose de drogas, mas assassinado pela CIA (Arte: Aguabend/Flickr)

A internet está repleta de suposições sobre personalidades e de explicações alternativas de fatos históricos, no que se convencionou chamar de “teoria da conspiração”. Não se sabe exatamente de onde são tiradas e, geralmente, são sustentadas por provas e argumentos fantasiosos, excêntricos e apelativos. Mas rendem pelo estímulo à curiosidade, fazendo refletir sobre até onde pode ir a lucubração humana.

Assim, há teorias da conspiração em diversas áreas. São comuns as que envolvem estrelas pop. Quem não conhece a velha citação “Elvis não morreu”? Referência ao Rei do Rock, Elvis Presley, isso também se estendeu ao ídolo mundial Michael Jackson, falecido em 2009 (?). Ambos não teriam morrido. Eles falsificaram suas mortes e, desse modo, livraram-se da fama que os atormentava, passando a viver tranquilamente como gente comum, sem o assédio midiático. Inclusive, há testemunhas que juram tê-los visto em algum lugar.

Outro ídolo da música, Paul McCartney, esse sim, teria morrido num acidente de carro em 1966! O ex-Beatle que vemos até hoje seria um sósia do original. Isso teria irritado os demais integrantes da banda, fazendo-os fornecer pistas dessa troca nas capas dos discos “Sgt. Pepper’s” e “Abbey Road” e na música “I’m So Tired”, quando tocada ao contrário. Já o vocalista do The Doors, Jim Morrison, ao contrário de McCartney, teria sepultado um sósia e estaria vivo, atuando como agente secreto, enquanto o guitarrista Jimi Hendrix (segundo a polícia, morto por overdose de drogas) teria sido assassinado pela CIA de uma maneira inusitada: por afogamento num tonel de vinho. Ou seja, qualquer artista de renome, vivo ou morto, pode ser vítima de uma trama macabra.

Outra teoria da conspiração curiosa envolvendo celebridades é o denominado Círculo Fechado de Hollywood, cujos membros seriam seres não inteiramente humanos. Eles teriam o dom da imortalidade e passariam por um rejuvenescimento após uma idade média de 80 anos, algo parecido com o que ocorre com vampiros. Atores top do cinema americano da atualidade estariam implicados nesse enredo bizarro. Vejamos...

Fonte da imagem Tom Cruise.jpg Conforme conspiracionistas defensores do Círculo Fechado de Hollywood, Tom Cruise, seguidor da cientologia, seria imortal (Foto: Gage Skidmore/Flickr)

Keanu Reeves seria imortal? Segundo conspiracionistas da internet, sim. Comparando fotos do ator de décadas atrás com as de hoje se notaria que sua aparência se mantém sempre jovem. Mas isso é fichinha. Consta, nessa hipótese, que ele teria sido um ator francês chamado Paul Mounet, cujo retrato, pintado no século 19, é a cara de Reeves. Teria sido, ainda, um pintor italiano chamado Parmigianino, cujo autorretrato, que data do século 16, também é a imagem e semelhança do ator principal da trilogia “Matrix”.

Vítimas dessa mesma metodologia de análise são os atores Nicolas Cage, John Travolta e Tom Cruise. Uma fotografia de Cage, supostamente tirada em 1870 e que ficou à venda no site de comércio eletrônico eBay, por US$ 1 milhão, seria prova de sua sobrenaturalidade. O mesmo aconteceu com Travolta. Mas a fotografia do homem idêntico a ele seria de 1860 e ofertada por US$ 50 mil. Já Cruise seria o pai de L. Ron Hubbard, nascido em 1911! Hubbard, que partiu desta para uma melhor em 1986, foi escritor de histórias de fantasia e ficção científica e criador da cientologia, uma seita ou religião baseada na crença em extraterrestres, da qual Cruise, Travolta e outros atores famosos são membros fiéis.

Vampiros, viajantes do tempo, entidades imortais, ETs... Ou simplesmente forjadores da própria morte para viver no anonimato. As celebridades, devido ao seu alto grau de exposição na mídia, são alvo fácil de boataria e suposições conspiratórias. Enquanto há notícias que, sobretudo na área política, são manipuladas e alardeadas pelos jornais com status de verdade para ludibriar a opinião pública, essas teorias da conspiração apenas servem ao entretenimento e à inspiração de escritores e roteiristas. “Elvis não morreu; ele só voltou para seu planeta”, sugere o agente K (Tommy Lee Jones), no filme “MIB: Homens de Preto” (1997). Realmente, Elvis parecia ser de outro mundo.

Fonte da imagem Roupas Elvis.jpg Uma coisa é certa: Elvis Presley é recordista de imitadores em todo o mundo (Foto: Takashi Hososhima/Flickr)


Márcio Chocorosqui

Um dia aventurei-me no mundo das letras e, desde então, alimento-me do meu trabalho com as palavras e dele faço uma profissão de fé, mesmo que isso pareça ser a luta mais vã.
Saiba como escrever na obvious.
version 1/s/cinema// @destaque, @obvious //Márcio Chocorosqui