libertinagem literária amenidades de uma vida urbana

movimentos fixos em pensamentos aleatórios

Roberta Iza Grau

As aberturas que você dá definem a vida que você leva

As aberturas que você dá aos acontecimentos e a forma como você encara as mais diversas situações está diretamente ligada em como será sua vida, em quais e quantos amigos manterão proximidade, quais os parentes que terão acesso a você, quais são os empregos que contarão com a sua presença, bem como os locais que não frequentará, as pessoas que não conhecerá, viagens e destinos que, devido a uma única escolha não farão parte do seu Know how de experiências.


1.jpg Parece presunçoso escrever um texto de como as pessoas devem agir para que tenham determinados modos de vida, mas ainda assim acredito que externar sobre tal tema para mim seja necessário e também o seja para os que tiverem a curiosidade de lê-lo. A vida como todos sabem não segue um roteiro definido, muito menos uma coordenada com a definição da hora de virar ou seguir em frente, porém o modo como digerimos os acontecimentos e por fim o resultado dessa digestão servirá como o norte de nossa bússola. Como não temos um caderno com as nossas vocações, aspirações e por fim expiações, saber como agir diante dos diferentes cenários torna-se indispensável para o nosso bom trilhar, lembrando que a resolução ou não resolução de determinados imbróglios que as vezes passamos é o que as vezes acaba por definir a nossa evolução quanto pessoa. 2.jpg Afinal, não sabemos o que iremos passar, porém mesmo com a nossa falta de conhecimento no futuro, as trilhas que estão assinadas para nós, sejam estas realizadas através de uma linda paisagem dotada de tranquilidade ou um turbulento vendaval que destruirá plantações, esteja certo que, se tiverem que acontecer, acontecerão. A maneira como você lida está diretamente relacionada em como será seu desenrolar diante da vida, pessoas que aceitam mais as situações e buscam contorná-las costumam ter maior facilidade na resolução de seus problemas se comparadas com as que não possuem tal inteligência emocional, por consequência, as pessoas pertencentes ao primeiro exemplo são mais bem sucedidas - fique claro que nesse texto nem estou me referindo ao financeiro. As aberturas que você dá aos acontecimentos e a forma como você encara as mais diversas situações está diretamente ligada em como será sua vida, em quais e quanto amigos manterão proximidade, quais os parentes que terão acesso a você, quais são os empregos que contarão com a sua presença, bem como os locais que não frequentará, as pessoas que não conhecerá, viagens e destinos que, devido a uma única escolha não farão parte do seu Know how de experiências. 3.jpg As consequências virão e sua abertura diante dos fatos definirá quão interessante sua vida será. É necessário que haja mais coragem em enfrentar determinados medos, enfrentamentos diários também são úteis, posicionamentos são importante, e delicadeza em alguns julgamentos torna o dissabor por vezes relativamente menor. Diante dessa vastidão de oportunidades que é a vida, simplesmente saber lidar com as coisas te condiciona a ter determinadas vivências, determina quem serão seus amigos e o período que eles passarão ao seu lado. As pessoas com maior número de bons relacionamentos, certamente souberam ponderar muitas situações desastrosas, conseguiram contornar as pedras do caminho, bem como deram o andamento necessário em determinados nós, andamento que muitas vezes pode ser compreendido como o simples ato de deixar ir. 4.jpg O ato de assumir para si as consequências, não deixando mais a cargo de terceiros suas atitudes devolve a responsabilidade de suas vidas às suas mãos, pois não existe destino que afasta as pessoas, há circunstâncias altamente determinantes de quem fica e de quem sai. Portanto, dar abertura ao novo te traz sabores nunca antes sentidos, paladares nunca antes tocados e sensações que às vezes beiram a efemeridade de tão rápidas e pueris que são, porém só são tocadas pelas pessoas que não tiveram medo de tocá-las, de abrir mão do óbvio, de ir muitas vezes contra a própria maré. Quando admirar alguém, procure olhar para o modo como ela tem conduzido sua própria vida, quais atitudes lhe causam prazer, normalmente quando temos uma inspiração fica mais fácil saber qual caminho percorrer e qual abrir mão, procure ter inspirações diárias, procure admirar um maior número de pessoas, de preferência de diferentes esferas, quando admiramos muitas pessoas, existe a possibilidade de nos tornarmos melhores.


version 2/s/recortes// @destaque, @hplounge, @obvious, @obvioushp //Roberta Iza Grau
Site Meter