luciana chardelli

As coisas mais importantes são banais.

Luciana Chardelli

Apaixonada por duas xícaras de café nublado em dias fortes.

A inveja de todos nós. Freud explica?

O que não é revelado é segredo guardado; os indesejados do sótão.
Conhecer aquilo que invejo é o caminho possível para compreender o que me falta. Falta é desejo, apenas.


teaser_fo_big_penis_book_top_1204121558_id_537997.jpg

Segundo a Teoria da inveja do pênis, de Sigmund Freud, as mulheres ao constatarem a inferioridade do seu aparelho sexual experimentavam uma invídia do órgão sexual masculino, de tal forma que sentiam sua ausência como se castradas fossem. Tal desconforto só seria ultrapassado com o nascimento de um filho do sexo masculino. Jung se contrapôs a tal teoria diferindo-a e considerando que a representação do pênis carregado de inveja era muito mais amplo que apenas o sexual.

De Caim a Freud; de Jung as redes sociais, do pênis à vagina, não importa, a inveja existe e é sempre o pecado do outro.

Todos conhecem um invejoso, mas ninguém o é. Esquecemos que em algum momento somos também o outro. Somos o outro da vida do outro. Negamos em nós, acusamos nos outros como coisa terrível que nos prejudica.

A inveja é lança mal aproveitada; é pavorosa para quem a percebe, mas pode ser sublime para quem a sente. Se reconhecermos sem pudores os momentos de inveja que nos assolam, encontraremos os espaços que nos incomodam. Aceitar o que me incomoda é também entender meus limites.

Nos comparamos todo o tempo ainda que secretamente. Nos enxergamos através de comparações, mas tentamos pautar a excelência em nós. Se o outro é mais, é demais; se menos, torna-se nada. Ver-se é comparativo, por isso difícil. Olhar-me nu é reconhecer também minhas limitações.

get_img-2.jpg

Simplificaríamos tal sentimento se conseguíssemos retirar da inveja a roupa da maldade, vestindo-a com a roupa de um sentimento qualquer; uma pequena dor de fragilidade.

Revelar é simplificar, somente assim a equação de Euler de nossos desejos e medos torna-se um cálculo simples e possível.


Luciana Chardelli

Apaixonada por duas xícaras de café nublado em dias fortes..
Saiba como escrever na obvious.
version 2/s/recortes// @destaque, @obvious //Luciana Chardelli