luciana chardelli

As coisas mais importantes são banais.

Luciana Chardelli

Apaixonada por duas xícaras de café nublado em dias fortes.

Medo

“ Uma inquietação enorme fazia-me estremecer os gestos mínimos. Tive receio de endoidecer, não de loucura, mas de ali mesmo. O meu corpo era um grito latente. O meu coração batia como se falasse.”

Livro do Desassossego - Fernando Pessoa


medo-de-avião-2-e1390483407480.jpg

O filósofo e psicanalista Francisco Alcover afirma que o maior medo das pessoas é o de não serem aceitas. Tal desassossego nos faria criar diversas imagens. Para Alcover, colocamos tanta carga em nossas imagens que acabamos muitas vezes por ameaçar ao invés de aproximar. O fenômeno das redes sociais nasce, de modo inclusivo, deste medo.

Temos tanto medo da não aprovação que irradiamos um estado de alarme ao outro, dando origem a grandes solidões. O medo é o principal causador da solidão.

O medo é uma emoção que nos desassossega, que nasce ao perceber ou mesmo imaginar uma ameaça. Temos medo de uma sentença escrita; de um ato de condenação. Necessitamos de aceitação; negar esta necessidade é antes pedi-la. Aceitação é entusiasmo resplandecente. Necessitamos do gostar do outro. Todos temos amor próprio que é o amor a si ante o notar do outro, não obstante ao fato de que sou também o outro de mim, tenho a aspiração de ser gostado.

La Rochefoucauld via no amor próprio a fundamental de nossas paixões e o motor de todas. Rousseau distinguia o amor próprio do amor a si, o primeiro é um amor centrado em si e mediado por outrem. Ser atingido neste amor causa cãibra na alma, contração muscular súbita, involuntária, e por vezes dolorosa contudo, sua conscientização nos restabelece.

O olhar amoroso do outro é um afago ao meu amor. Ser acolhido com afeto é o apetite da alma, e todos queremos ter a fome saciada. O principio de causalidade estipula que todo fato tem uma causa e que, nas mesmas condições, a mesma causa produz os mesmos efeitos. Somos todos portanto, um grande reflexo.


Luciana Chardelli

Apaixonada por duas xícaras de café nublado em dias fortes..
Saiba como escrever na obvious.
version 1/s/recortes// @destaque, @obvious //Luciana Chardelli