luciana chardelli

As coisas mais importantes são banais.

Luciana Chardelli

Apaixonada por duas xícaras de café nublado em dias fortes.

O luto e o tempo

Chore se preciso for, o choro define.


c16cc681c277c8ff0769ed202e0dced771133b9f_m.jpg Imagem: ffffound.com

Massa feita da mistura de variadas substâncias, que se emprega para vedar hermeticamente junturas e frinchas de frascos, aparelhos de destilação (tb. para forrar retortas, tubos etc.), protegendo-os contra a ação do fogo ou impedindo a saída de substâncias neles contidas. ". Este é um dos significados de luto no Dicionário Houaiss. O luto, tempo necessário para aprender a viver sem, é isso: uma massa (sentimento) de variadas substâncias (experiências) que nos veda hermeticamente de forma a nos proteger (acalmar a dor) do sentimento de amputação do que nos parece essencial.

Em nosso cotidiano conquistamos e perdemos a todo o instante; amigos, amores, trabalho. “Viver é perder” escreve François George. Todo ser humano perde e teme perder. Perder é modificar, reaprender. Não me refiro àquelas perdas tragicamente irreparáveis, nestes casos o luto é apenas o tempo nos dando afago de mãe; estancando uma hemorragia fatal. Me refiro a separações, distanciamentos. Não somos habituados a perder; a ficar só; a enfrentar a falência de sonhos tampouco estamos habituados a explicitar ou justificar dores, é neste momento que o tempo do luto chega, e nasce menos dedicado ao fato que ao renascimento.

Morremos um pouco em cada despedida, mas também despertamos um pouco em cada adeus. Não respeitar o tempo particular de cada dor é, no fundo, prolongá-la.

Luto é morte e também renascimento, um trabalho particular de enfrentamento e reconciliação. O tempo do luto é a possibilidade de observar tanto a necessidade do silêncio quanto da fala. Ambos são fundamentais; o silêncio é alimento perfeito que traz na pausa o entendimento; e a fala é um retirar de cintos, um sopro, uma respiração. O luto, tempo temido de dor, é também aquele que nos ensinará a equilibrar o delicado. E não há nada mais delicado que viver.


Luciana Chardelli

Apaixonada por duas xícaras de café nublado em dias fortes..
Saiba como escrever na obvious.
version 1/s/recortes// @destaque, @obvious //Luciana Chardelli