luciana chardelli

As coisas mais importantes são banais.

Luciana Chardelli

Apaixonada por duas xícaras de café nublado em dias fortes.

O som que nos consome

Silenciar é preciso


Grosse Stille.jpg

O grande silêncio, de Philip Gröning, de 2007. Nunca foi exibido comercialmente no Brasil, só em sessões especiais, é um documentário sobre a vida monástica dos cartuxos da abadia Chartreuse, nos Alpes franceses, perto de Grenoble.

Philip Gröning passou seis meses mergulhado na vida da comunidade, como se fosse um deles. Trabalhou com limitações, usando apenas a luz natural, e mostrando, com sensibilidade, o dia a dia dos monges. O tempo externo é marcado no filme como passagens e paisagens da natureza que mudam ao longo das estações. O diretor esperou dezesseis anos para obter a autorização de filmar. O filme é belo, delicado, e silencioso. Os sons são os sons que estamos esquecendo: passos, objetos, pausas. Sem música ambiente, sem música de fundo.

O silêncio está sumindo, sendo engolido por buzinas e falas. A televisão muitas vezes tem apenas o papel de engolir silêncios. Falamos qualquer coisa para tragar o silêncio. É como se precisássemos nos entreter o tempo inteiro, estamos perdendo a capacidade de ficar ao lado do outro em silêncio; precisamos comentar tudo.

O silêncio está nos espaços; na pausa que antecede o acorde perfeito. Ficar em silêncio é dar oportunidade a pausa e ao sentir; é conter a ansiedade e esquecer o tempo. Na pausa nós somos o tempo. Nossos sentimentos mais profundos são experimentados em silêncio.

Cada silêncio é único: o silêncio das montanhas, do quarto, do amor, do medo, da partida. Ouvi-los é estar presente nos fatos.

Precisamos reaprender a ver e ouvir. Ouvir o silêncio e ver sem palavras. Quando olhar uma flor, veja a flor não fale a flor. Quando abraçar alguém, abrace não comente o abraço. Quando ouvir o silêncio não o preencha. Escutar é uma arte e para ouvir, ante é preciso silenciar.

Link para o documentário: https://www.youtube.com/watch?v=tY45g8trFMY


Luciana Chardelli

Apaixonada por duas xícaras de café nublado em dias fortes..
Saiba como escrever na obvious.
version 1/s/cinema// @destaque, @obvious //Luciana Chardelli