luciana chardelli

As coisas mais importantes são banais.

Luciana Chardelli

Apaixonada por duas xícaras de café nublado em dias fortes.

Tempo, tempo, tempo

Por seres tão inventivo e pareceres contínuo
Tempo, tempo, tempo, tempo
És um dos deuses mais lindos.

Caetano Veloso


057758_Detalhes.jpg fotografia: Maurício Cecchia

Confiar é acreditar; acreditar no que somos, desejamos, ouvimos. A insegurança é seu oposto. Nasce no medo, na dúvida e somos tomados por uma perplexidade complexa. A insegurança é o sentimento de não estar protegido, todas as nossas qualidades ou capacidades gradativamente vão desaparecendo nas amarras deste sentimento frígido.

Todos temos a aspiração de ser gostado, desejado. Geralmente a insegurança nos chega quando temos dúvidas sobre este gostar, quer seja no aspecto profissional ou amoroso. Tenho para mim que a insegurança está sempre com o pensamento no futuro, relacionada ao futuro e ao impalpável. Difícil seria dizer que estamos inseguros no agora, porque o agora, é. Difícil seria dizer que estamos inseguros com o que somos, porque nunca se é; antes, passa-se a vida sendo, e ser é alterável.

A insegurança nasce das projeções e oscila entre a apreensão e o medo. Talvez a confiança e segurança sempre tão procuradas morem justamente na aceitação de nossas falhas e impossibilidades. A segurança, a autoconfiança nascem da permissão que nos damos de errar e rir de nossos erros; de sermos rejeitados e aprender com estas rejeições, aprender principalmente que rejeições não existem, o que existe é a alteração de estados e condições.

Nossas inseguranças diminuem quando nos perdoamos, quando perdoamos os outros e quando finalmente compreendemos que a grande beleza da vida é poder recomeçar.


Luciana Chardelli

Apaixonada por duas xícaras de café nublado em dias fortes..
Saiba como escrever na obvious.
version 1/s/artes e ideias// //Luciana Chardelli