Maria Fernanda Lobão

Os Leões em uma reunião de cúpula chegaram a conclusão que daqui em diante só se poderia contar histórias que fossem verdadeiras, que de preferência fossem provadas e que passassem por uma comissão específica. Os lobos, contadores de histórias oficiais da selva, perderam sua essência e sua função, pois sabe-se que nesta área a verdade é um enfeite para grande mentira. Sou advogada. Não posso contar, mas posso escrever. Maria Fernanda LOBÃO, contadora de histórias.

  • gtfr.JPG
    Cassis, a parisiense

    Cassis é uma Parisiense que reflete a contraditoriedade da mulher, pois ela sabe que tudo depende do contexto. Cassis é dessas que cada caso é um caso e cada dia é um dia. Quem é melhor conhecedora dela do que ela mesma? Cassis apresenta-se quase como uma rebelde aos 30, mas, mais que isso, ela representa a liberdade de comportamento em uma sociedade engessada por ter assimilado muitas críticas de alguém que nem se sabe quem. Só se ouviu dizer, só se ouviu falar.